• Brasil 4.0

5 razões para considerar o gerenciamento da rede em nuvem

Com trabalho remoto e iniciativas de IoT, bem como uma força de trabalho de TI muito atarefada, é hora de considerar a adoção da rede em nuvem

Por Dave Chen*


A maioria das organizações utiliza pelo menos um aplicativo em nuvem, como o Microsoft Office 365, Salesforce, Dropbox ou Slack. E os departamentos de TI estão mudando para os serviços em nuvem para computação e armazenamento. Mas ainda fazemos o gerenciamento e a orquestração da rede à moda antiga: dispositivos locais, com configuração básica e tarefas operacionais que consomem muito tempo e atenção da TI.


Com a rede em nuvem, as organizações podem:


Fornecer rapidamente serviços inteligentes na Borda

Mais do que nunca, clientes e funcionários dependem de redes confiáveis, trabalhando em casa, nas lojas, no chão de fábrica ou na sala de cirurgia. A rede em nuvem, operando em data centers confiáveis e seguros de grande escala, oferece o mais alto nível de disponibilidade e segurança de rede. Uma arquitetura de microsserviços nativa na nuvem torna fácil e rápido adicionar serviços inteligentes, como visibilidade do dispositivo, recursos de AIOps e monitoramento da experiência do usuário.


Economizar tempo e liberar recursos de TI

A equipe de TI pode simplesmente ativar access points (APs), comutadores e infraestrutura de gateway em locais de campus e filiais, usar a nuvem para configurar centralmente as políticas de rede e segurança, e sua rede estará em funcionamento. A TI também pode estender a rede corporativa para os funcionários que trabalham em casa usando soluções de APs remotos. É muito mais fácil expandir serviços de rede ou atualizar políticas para se adaptar às novas necessidades de negócios. A eliminação das tarefas demoradas de configuração de equipamentos locais libera um tempo valioso para que a equipe possa se concentrar em trabalhos mais estratégicos e ligados a rentabilizar o negócio.


Simplificar as operações de rede

Com a rede em nuvem, sua equipe de TI não precisa de um expert em engenharia de rede para oferecer uma ótima experiência ao usuário. Os recursos integrados de AIOps e análise monitoram continuamente os comportamentos dos usuários e dos aplicativos para diagnosticar problemas antes que eles afetem os usuários, mesmo aquelas falhas de conectividade difíceis de identificar. Com a IA e a riqueza de telemetria coletada na nuvem, a rede também ajuda a otimizar a experiência do usuário, seja automaticamente ou por meio de correção autoguiada. Quando surgem problemas, tudo isso ajuda a equipe de suporte técnico da linha de frente a resolve-los mais rapidamente.


Implantar facilmente novos recursos de rede para dar suporte aos negócios

Como outros serviços em nuvem, a rede em nuvem fornece um modelo previsível as-a-Service e opções de consumo flexíveis, para que você saiba sempre o que está pagando. Você não precisará provisionar recursos de forma excessiva para uma demanda de 5 anos. Basta ativar recursos de rede adicionais, como AI Insights ou acesso de convidado sem toque, quando e onde você precisar.


Ganhar visibilidade da rede em toda a empresa

Os gerentes de rede manipulam meia dúzia de ferramentas para consolidar uma visão de toda a rede da empresa. Com a rede na nuvem, a TI possui um único console para visualizar e controlar a rede – de filiais a campi e data centers – e entre redes com fio, sem fio, VPN e WAN. Isso garante eficácia em qualquer lugar, a qualquer hora.


Em síntese, a rede em nuvem libera seus esforços de TI das tarefas tradicionais e oferece novos níveis de experiência, segurança e insights para o usuário da rede, para que você possa maximizar o valor das experiências digitais de seus funcionários e clientes.


*Dave Chen é gerente sênior de produtos Aruba

Fonte: IT Forum 365



28 visualizações
banner-siemens-plm-160x600-pt.jpg
Assine nossa newsletter!
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Ícone

© 2019 - Brasil 4.0 - www.br40.com.br

Fale conosco - contato@br40.com.br