• Brasil 4.0

Importância da digitalização da cadeia de fornecimento em tempos de crise

Há alguns artifícios que a tecnologia nos disponibiliza, que podem ser grandes aliados em momentos como este

Foto: Shutterstock - IT Forum 365

Fabrizio Tassitano


O Covid-19 tem deixado o mundo em estado de alerta desde dezembro de 2019, quando a primeira manifestação foi noticiada na província de Wuhan, China. Em pouco mais de dois meses, chegou ao Brasil e em vários países do planeta. A doença foi reconhecida como pandemia global pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que orienta as lideranças mundiais a tomarem providências que diminuam a transmissão do vírus. Diante disso, milhares de corporações estão adotando o home office - todos os colaboradores desenvolvem suas tarefas de casa e reuniões são realizadas por meio de plataformas online, evitando ao máximo o contato entre as pessoas. Nesse cenário, empresas que já têm seus processos digitalizados estão em vantagem, já que as demandas podem ser acessadas e realizadas de qualquer lugar, sendo necessário apenas que o colaborador possua acesso à internet. Para aquelas que ainda não chegaram nesse nível de transformação digital, o momento exige uma reestruturação.


Manter os negócios funcionando com 100% de êxito, enquanto todos os colaboradores precisam trabalhar à distância, pode ser um grande desafio para quem trabalha com suprimentos. Mas há alguns artifícios que a tecnologia nos disponibiliza, que podem ser grandes aliados em momentos como este que o planeta está vivendo durante a pandemia. Entre eles estão: e-Procurement: Permite que o comprador faça toda a gestão dos processos de compras, de maneira online, centralizada e em qualquer lugar do mundo. Uma solução de e-Procurement digitaliza os módulos de “Request”, “Quotation”, “Order”, “Invoice” e “Pay”, e traz inteligência para livrar as equipes da rotina manual, descentralizada e com baixo de nível de compliance. Além disso, os custos com compras diminuem e os profissionais ganham mais tempo para serem estratégicos. Acompanhamento do produto: É preciso manter registros digitais para a entrada e saída de produtos em cada estágio da cadeia de suprimentos. Essa medida garante uma estimativa mais precisa de demanda, bem como a melhoria na administração dos produtos em estoque. Gerenciamento de dados: Consiste em reunir e analisar informações dos clientes, internas e do mercado como um todo. Isso qualifica o processo de tomadas de decisão e garante uma previsão de demanda mais assertiva, com menos desperdício e sem deixar de atender pedidos. Internet das Coisas (IoT): Ocupa um lugar de destaque como uma solução tecnológica altamente transformadora na esfera da logística. Pode ajudar as empresas na monitoração do estoque em movimento, além de gerenciá-lo em depósito - em tempo real - e otimizar rotas de frota.

Com a pandemia do Covid-19, o mundo empresarial vai sofrer uma grande evolução, se fizer direito o dever de casa. Com toda a tecnologia que há disponível no mercado, as companhias precisam colocar na estratégia a implementação correta de soluções ideais para seus tipos de negócios. Desta forma, os impactos promovidos por situações inesperadas podem ser contornados e evitar grandes perdas. Por fim, mas não menos importante, é essencial que, além de soluções tecnológicas e processos digitalizados, a cultura digital também esteja enraizada nas pessoas. Além disso, a disciplina e o comprometimento, associado ao trabalho remoto, faça parte da gestão diária das companhias. Se para toda crise existe uma oportunidade, esta pode ser a melhor para aumentar a produtividade e o engajamento do time, e assim alcançar um resultado positivo com custos operacionais menores. *Fabrizio Tassitano é diretor de produtos do Mercado Eletrônico

Fonte: IT Forum 365

0 visualização
banner-siemens-plm-160x600.jpg
Assine nossa newsletter!
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Ícone

© 2019 - Brasil 4.0 - www.br40.com.br

Fale conosco - contato@br40.com.br