• Brasil 4.0

Países dos BRICS participam de treinamento conjunto em profissões 4.0

Em edição a distância por causa da pandemia, o Future Skills Camp testará 19 ocupações da indústria 4.0. SENAI representa delegação brasileira com mais de 80 colaboradores


A expectativa é criar soluções digitais e abordagens inovadoras para o ensino profissional

Mais de 80 representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), entre instrutores, experts e competidores, participam, até o fim de agosto, do BRICS Future Skills Camp, desafio remoto em ocupações tecnológicas da indústria 4.0. O SENAI participará do treinamento representando o Brasil em 18 das 19 ocupações, em dinâmicas que ocorrerão de 23 de julho a 30 de agosto, com mais de 80 colaboradores, de São Paulo, Bahia, Goiás, Sergipe, Tocantns, Paraná, Paraíba, Alagoas e Minas Gerais.


As representantes da educação profissional dos países que compõem BRICS - Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul - participam de uma série de oficinas colaborativas destinadas ao desenvolvimento de habilidades profissionais. Serão treinemantos gravados e disponibilizados aos países participantes pelo canal Youtube e debates técnicos em fóruns de discussão pela plataforma Telegram, em 19 áreas de atuação na indústria, como segurança cibernética, tecnologia de design industrial e robótica industrial.


O objetivo do Future Skills Camp é enfatizar a importância de competências transformadoras e inovadoras, além de fortalecer as habilidades e redes futuras entre países.


Por causa da pandemia do coronavírus, o treinamento será feito a distância, o que, na visão dos organizadores do evento, deverá contribuir para uma nova etapa do sistema de ensino profissional, com a criação de soluções, como plataformas digitais, e abordagens inovadoras para a formação profissional, com a realização de concursos e avaliações de forma remota.


“Atualmente, há muita discussão sobre o futuro e o que ele trará. A rápida mudança na tecnologia, o desenvolvimento da inteligência artificial e a digitalização universal contribuem para o surgimento de habilidades convergentes, bem como para a expansão da cooperação multisetorial e intersetorial”, afirma Alina Doskanova, diretora de relações internacionais e membra da delegação técnica da Rússsia na WorldSkills International.


“Como parte do projeto Future Skills, estamos implementando um ciclo completo de desenvolvimento nas áreas de pesquisa, desenvolvimento de competências, desenvolvimento de software e testes em competições e sistemas de treinamento. Ao mesmo tempo, nosso foco é sempre a pessoa e sua interação com a tecnologia” , relata.


Trabalhos das equipes serão avaliados por especialistas internacionais


Os participantes recebem atribuições simultâneas pelos módulos em uma plataforma especial e começam a implementá-las de acordo com o fuso horário de seu país. Os trabalhos concluídos também serão avaliados por especialistas em formato remoto.


“O desafio anual do BRICS Future Skills é um importante momento de reconhecimento de como o desenvolvimento de habilidades vitais, a indústria 4.0 e a formação técnico-profissional estão na agenda de desenvolvimento dos países do BRICS”, diz Frederico Lamego, gerente-executivo de relações internacionais do SENAI.

“As economias do BRICS enfrentam diferentes desafios para alcançar um caminho de crescimento econômico e social sustentável. Assim, a cooperação entre as instituições do BRICS por meio da transferência de conhecimentos e habilidades pode ajudar a melhorar a qualidade da educação técnica, que é a base para o desenvolvimento industrial e tecnológico”, complementa.


“Sem as habilidades necessárias, o crescimento econômico de qualquer país será afetado negativamente. A escassez de qualificação na África do Sul se tornou uma questão central nas discussões sobre crescimento econômico, prestação de serviços, desenvolvimento social e produtividade”, afirma Sherrie Donaldson, CEO do African Innovators, e membro do grupo de trabalho sobre desenvolvimento de habilidades do SA BRICS.


“Além disso, os desafios associados a este problema na África do sul são exacerbados pela mudança no mundo do trabalho, impulsionada pela mudança de tecnologias e processos de negócios. No mundo, as previsões do impacto dessas mudanças variam entre 50% e 70% dos empregos atuais perdidos devido aos avanços tecnológicos. No entanto, ao mesmo tempo, muitos trabalhos novos e desconhecidos estão sendo gerados. Para alcançar o crescimento econômico desejado, habilidades futuras relevantes devem ser identificadas e desenvolvidas. O BRICS Future Skills Camp e o Future Skills Challenge facilitam a identificação das habilidades necessárias, o desenvolvimento dessas habilidades e permite que os parceiros do BRICS troquem conhecimento e apoio mútuo”, destaca.


Conheça as competências do BRICS Future Skills Camp


O programa incluirá 19 competências: Fabricação aditiva; Fábrica digital; Capacidades digitais para negócios (na plataforma 1C); Operação de drones; Segurança de sistemas de informações corporativas; Tecnologia de design industrial; Robótica industrial; Modelagem da informação da construção (BIM); Marketing na internet; Internet das Coisas; Soluções de software de TI para empresas; Gerenciamento de ciclo de vida; Desenvolvimento de aplicativos para celulares; Aprendizado de máquina e Big Data; Fabricação; Desafio de equipe; Tecnologia quântica; Soldagem robótica; Robótica de serviço; Engenharia de sistemas espaciais.


Por serem profissões já são demandadas pela indústria brasileira, nos últimos anos, o SENAI buscou ampliar sua oferta de cursos da indústria 4.0, como modelagem da informação da construção (BIM), Internet das Coisas, desenvolvimento de aplicativos para celulares, big data.


“A gente precisa se antecipar para o desenvolvimento das competências das profissões do futuro”, explica Felipe Morgado, gerente-executivo de Educação Profissional do SENAI. “Sempre buscamos por cursos voltados para essas profissões, porque sabemos que o caminho para aumentar a produtividade da indústria brasileira é a quarta ver industrial”, explica.

O BRICS Future Skills Camp inclui blocos metodológicos e práticos desenvolvidos para especialistas, instrutores, mestres em treinamento vocacional e professores, bem como para participantes. Dentro do bloco metodológico, será realizado um treinamento baseado em competências, que inclui o estudo da especificação padrão da WorldSkills, treinamento no desenvolvimento da documentação da competição, bem como a metodologia para avaliar os projetos concluídos.


O bloco prático é dedicado ao desenvolvimento e implementação de tarefas para a realização de uma avaliação independente de competências, no contexto de treinamentos e competições subsequentes. Após o término do treinamento, todos os participantes receberão certificados do Future Skills Camp. Os participantes que concluírem o projeto de teste receberão um Skills-passport (passaporte de habilidades).


Fonte e créditos de imagem: Agência CNI de Notícias

48 visualizações
banner-siemens-plm-160x600-pt.jpg
Assine nossa newsletter!
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Ícone

© 2019 - Brasil 4.0 - www.br40.com.br

Fale conosco - contato@br40.com.br