top of page
  • Foto do escritorBR40

Tecnologia e inovação na segurança de alimentos na indústria

As soluções tecnológicas revolucionam os métodos de verificação no controle de qualidade, e são grandes aliadas no atendimento às exigências regulatórias do segmento.


Tecnologia e inovação na segurança de alimentos na indústria
Segurança de Alimentos

A indústria alimentícia é responsável por fornecer alimentos de qualidade para a população mundial e, por isso, possui especificidades no processamento. Contudo, a garantia deste tipo de segurança é um desafio constante, uma vez que a sua produção, o armazenamento e o transporte estão suscetíveis a diversos riscos, como a contaminação por micro-organismos patogênicos, o uso inadequado de agrotóxicos, a adição de substâncias tóxicas e fraudes alimentares.


Para enfrentar esses desafios, os investimentos em tecnologias avançadas, também disponíveis para acesso das empresas de pequeno porte, como o ERP (Enterprise Resource Planning), a Inteligência Artificial (IA), Internet das Coisas (IoT) e Blockchain, têm permitido que as fábricas monitorem e controlem de forma mais eficiente as etapas da cadeia produtiva, identificando pontos críticos de controle e adotando medidas preventivas para evitar a contaminação dos alimentos.


O sistema de gestão integrada como fator de segurança


De acordo com um relatório da MarketsandMarkets, o mercado global de tecnologias de segurança de alimentos deve atingir US$ 19,8 bilhões até 2025, impulsionado pelo aumento da demanda por alimentos seguros e pela crescente adoção de ferramentas avançadas.


White Paper Siemens

Neste cenário, a implementação de um sistema de gestão ERP é uma das formas mais eficientes de prover a segurança não apenas na etapa de transformação. Ele possui um papel fundamental na gestão para prevenção de riscos e contaminações, permitindo que sejam estabelecidos controles rigorosos em todas as etapas da cadeia produtiva, desde a seleção dos fornecedores até a entrega do produto, inclusive com rastreabilidade.


Assim, é possível identificar rapidamente qualquer falha no processo e tomar as medidas necessárias para corrigi-la, minimizando os riscos de contaminação ou de produtos fora do padrão estabelecido. Além disso, o ERP proporciona maior transparência, através da rastreabilidade no processo produtivo e na geração de dados atualizados, o que é essencial para a manutenção da qualidade dos alimentos.


A qualidade alimentícia atrelada a tecnologia


O controle de qualidade é outra área essencial no segmento alimentício. Ele envolve a verificação do padrão das matérias-primas e produto acabado de modo a garantir que tudo esteja em conformidade com as normas e regulamentações aplicáveis. Para isso, são utilizadas técnicas de análise físico-química e microbiológica, que permitem detectar a presença de contaminantes.


Atualmente, este controle tem se beneficiado bastante com a popularização das tecnologias e inovações disponíveis. Por exemplo, há equipamentos que permitem a análise rápida e precisa dos alimentos, como espectrômetros e cromatógrafos. Os softwares de ERP também auxiliam na gestão do controle de qualidade, emitindo certificados de qualidade e roteiros de inspeção, conferindo rastreabilidade, e integrando informações de diversas áreas da empresa e proporcionando maior eficiência e agilidade nos processos.


Intermach 2023

O ERP e a conformidade com as demandas regulatórias


A regulamentação é um aspecto crítico para a indústria alimentícia. A fábrica está sujeita a uma série de regras e normas, que são estabelecidas por órgãos regulatórios para proteger os consumidores, e para cumprir as regulamentações ou obter certificações, a empresa deve ter sistemas especializados no segmento, como os citados acima, para que não passe nada por seu crivo técnico.


Atrelados ao uso de sistemas automatizados de gestão e monitoramento, a empresa pode fornecer relatórios detalhados e precisos sobre seus produtos e processos de produção. Esses relatórios são essenciais para embasar a tomada de decisão e ação por parte dos colaboradores.


Por fim, podemos observar que a tecnologia permite que as empresas tenham uma visão mais ampla e precisa de todo o processo de produção, desde a aquisição do material até a distribuição, e identifiquem potenciais problemas e riscos em tempo real. Dessa forma, podem tomar medidas proativas para evitar problemas, o que é fundamental para garantir a segurança e a satisfação dos consumidores. Adicionalmente, as soluções tecnológicas também as ajudam a melhorar a eficiência operacional, reduzindo custos, o que é importante para manter a competitividade no mercado.


Por Thiago Leão, diretor Comercial da Nomus.

Fonte e imagem: InforChannel


Webinar - Transformação Digital na Indústria

Comments


160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page