• Brasil 4.0

Agricultura 4.0 precisa gerar cultura disruptiva no campo, dizem especialistas

Encontro virtual com profissionais do agronegócio promovido pela Agrishow Labs suscitou debate sobre como estimular o acesso às novas tecnologias pelos pequenos produtores


Imagem Wix

Pensar em impulsionar o agronegócio com tecnologia foi o tema do debate “A Gestão da Agricultura 4.0 - Direto da Porteira” promovido pela Agrishow Labs, uma jornada de conteúdo estratégico no formato virtual que abordará assuntos ligados à inovação agropecuária e o desenvolvimento tecnológico do agronegócio brasileiro até abril deste ano.


O primeiro episódio, que foi ao ar nesta terça-feira, dia 1º de fevereiro, contou com a participação de Nórthon Ide - Diretor Administrativo, da Ide Agropecuária; Rafael Bordonal Kalaki, Superintendente da Socicana (Associação dos Fornecedores de Cana de Guariba); além de Evando Santos - Gerente Corporativo de Agronegócios da Santa Helena Indústria de Alimentos. A moderação do bate papo ficou sob os cuidados de Clayton Guimarães e Fernanda Monteforte, ambos da CORE Inovação, empresa que faz a curadoria deste projeto em parceria com a Agrishow.

“A tecnologia tem chegado no campo, mas de maneiras diferentes para cada produtor, desde o pequeno ao grande. Para os maiores, ela chega por meio do contato direto das empresas. Aos menores, por meio de associações ou cooperativas. Ainda temos uma serie de desafios para que essas tecnologias sejam, de fato, implementadas em larga escala”, disse Rafael Kalaki.

O representante da indústria Santa Helena concordou com o porta-voz da Socicana e complementou: “Estamos numa constante evolução e, fazendo paralelo com outros segmentos mais avançados como o automobilismo, conosco acontece passo-a-passo. Os agricultores têm se capacitado, ainda existem desafios de adesão, mas quando fazemos conexões com o que já foi no passado, esse avanço tem acontecido de uma forma muito significativa”, salientou Evando Santos.


Custo e acesso às informações foram citados por Nórthon Ide como obstáculos a serem ainda superados por parte do campo: “O custo ainda é elevado de certa forma e vemos que, justamente por isso, não esse movimento não tem ocorrido tão rápido pra dentro da porteira”, citou.

De acordo com os especialistas, as soluções muitas vezes são apresentadas aos pequenos produtores de forma muito técnica, criando uma barreira de entendimento para a necessidade que eles têm, além da má conexão com a internet em algumas localidades. Ainda, o contexto macroeconômico e as políticas públicas poderiam ajudar neste processo de desenvolvimento do agronegócio no País.


Programação

Ao todo, a Agrishow Labs conta com onze episódios semanais, baseados em três macrotemas mensais: A Gestão da Agricultura 4.0 em fevereiro, Novas Tecnologias para o Cultivo em março e Conectividade no Campo em abril, promovendo conversas entre produtores, consultores e CEOs de startups que atuam neste mercado. Os episódios vão até 19 de abril e serão lançados todas as terças, às 19h, no portal da Agrishow e no canal do Youtube da maior feira de agronegócio do País.


Prêmio Agrishow de Startups


Paralelo à programação da Agrishow Labs, também haverá o Prêmio Agrishow de Startups, que é uma competição aberta para que qualquer startup que tenha alguma solução inovadora no agro possa se inscrever e participar -- desde que preenchidos requisitos básicos descritos no edital. O objetivo é selecionar dez dessas startups para apresentarem seus projetos pessoalmente a uma banca julgadora e premiar os três melhores durante a feira presencial no final de abril, em Ribeirão Preto, no estado de São Paulo.


SERVIÇO

Agrishow Labs

Data: de 27/01 a 19/04

Acesse gratuito em https://agrishowexperience.app.swapcard.com/event/jornada-agrishow


Prêmio Agrishow de Startups

Data: de 27/01 a 28/04

Inscrições gratuitas em https://www.agrishow.com.br/pt/premio-startup.html


Fonte: Assessoria de Imprensa da Agrishow - Mecânica Comunicação Estratégica



8 visualizações0 comentário
Creating-a-Sustainable-Future-wp-banners160x600.jpg