• Brasil 4.0

Blockchain: o que o futuro desta tecnologia nos reserva

Nos últimos dois anos, a aceitação do Blockchain duplicou entre as empresas que estão buscando digitalização e inovação – é o que aponta as últimas pesquisas publicadas, como a 2020 Global Blockchain Survey, publicada pela Deloitte. O estudo mostra que os líderes não consideram mais essa tecnologia como algo meramente inovador e promissor, e, ainda, que as dúvidas iniciais sobre a utilidade do Blockchain estão desaparecendo à medida que esses líderes de negócios agora o veem como parte integrante da inovação organizacional.


Criada em 2008, a tecnologia surgiu como a base de um novo sistema de finanças descentralizado, e sua principal característica – ser um banco de dados e de registro de transações imutável – foi o que possibilitou a criação do Bitcoin. Isso faz com que cada vez mais aplicações que envolvam transações usem o Blockchain como a tecnologia base de desenvolvimento, para justamente garantir segurança.


O Blockchain está intimamente ligado ao surgimento do bitcoin, garantindo a integridade e autenticidade nas transações, e mostrou ao longo dos anos a sua versatilidade, proporcionando infinitas possibilidades de uso, tais como armazenamento de informações para consulta em caso de necessidade. Da mesma forma que ter informação é ter poder, entender as aplicações do Blockchain proporciona vantagem competitiva, pois a tecnologia está ditando tendências.


Atualmente, empresas de diferentes setores como bancário, Supply Chain, seguros, etc têm utilizado do potencial da tecnologia Blockchain para garantir a rastreabilidade e imutabilidade dos seus dados independentemente do tempo transcorrido. Para os nossos Clientes, que buscam alavancar processos de inovação com as nossas tecnologias, o Blockchain também é uma ferramenta poderosa.


Um caso de uso aderente em nossas operações é a aplicação nos processos de BPO. Considerando que um Contact Center é um forte gerador de dados – seja um e-mail, uma ligação, uma mensagem ou mesmo os dados dos próprios Clientes que são fornecidos e que são solicitados –, precisamos garantir a segurança não só para a empresa que nos contrata, para a qual atuamos como parceira/fornecedora, mas, principalmente, para os consumidores destas. É o Blockchain que nos dá a certeza de que cada transação está devidamente registrada, e que cada registro poderá se transformar em um contrato, se assim determinarmos.


Outro exemplo interessante, e que ilustra bem, são as empresas que trabalham com backoffice. Neste caso, a tecnologia é fundamental para a formalização de contratos, e é o “fiel da balança” que garante que o contrato enviado ao Cliente não teve alteração de qualquer espécie e foi devolvido com segurança pela pessoa que o assinou.


O Blockchain está apenas no início e seu futuro tem inúmeras possibilidades de aplicação. Precisamos estar abertos às possibilidades de inovação e, ao mesmo tempo, dar passos seguros para o futuro. O que posso assegurar, neste momento, é que a Neo sempre ajudará seus Clientes a ganhar maturidade, dia após dia, dentro dessa nova tecnologia.


Por: Guilherme Uzeda, gerente de eficiência digital da Neo.

Fonte e imagens: InforChannel

17 visualizações0 comentário