top of page
  • Foto do escritorBR40

Cervejaria pensada com base no gêmeo digital

  • Case da Greylogix de automação digital e que incorpora atributos ESG foi apresentado durante o Siemens Innovation Forum 2022;

  • Otimização da matriz energética e tratamento de efluentes e resíduos podem ser planejados antes da construção em novo modelo de negócios;

  • Projeto nasceu por meio de edital de fomento do governo federal.


Como trazer evolução para a fabricação de cerveja e inserir esse processo milenar no contexto da indústria 4.0, respeitando os princípios do ESG? Foi para responder essa pergunta que Rafael Gonçalves, diretor técnico da Greylogix, uma empresa que faz parte do programa Solution Partner da Siemens, participou do painel ESG na I4.0 - Digital Twin, do paradigma à prática. A palestra aconteceu no Siemens Innovation Forum 2022, no dia 30 de agosto, apresentando um case de uma cervejaria no Paraná, a ser entregue em novembro de 2023.


Rafael Gonçalves, diretor técnico da Greylogix, Solution Partner da Siemens, participou do painel ESG na i4.0 - Digital Twin, do paradigma à prática, dentro da programação do Siemens Innovation Forum 2022. Foto: Divulgação Siemens


O case apresentado pelo executivo mostrou na prática como é possível trazer a digitalização para dentro dos processos industriais, incorporando atributos como a migração de fontes energéticas fósseis para renováveis, buscando a eficiência energética e a diminuição da pegada de carbono e economia de água. Dentro dessa evolução, também são pensadas novas utilizações para os resíduos e efluentes do processo produtivo, incentivando a economia circular e mostrando que a sustentabilidade também traz uma nova maneira de fazer negócios.


Como peça-chave dessa evolução, a utilização do Gêmeo Digital (Digital Twin) da Siemens, que possibilita a construção de uma cervejaria e a simulação de seus processos em ambiente totalmente digital e, com isso, permite melhor e mais rápido planejamento e implementação da tecnologia. “Antigamente, a engenharia civil cuidava da construção, a mecânica instalava seus equipamentos e a elétrica finalizava. Só então chegava a tecnologia e essa é a grande transformação que a Indústria 4.0 nos trouxe. O Digital Twin é agora a pedra fundamental, o início de tudo”, diz Gonçalves.



“A tecnologia está revolucionando os processos em toda a cadeia de valor ao fazer a representação virtual de um produto, processo de produção ou de seu desempenho. Dessa forma, o Gêmeo Digital potencializa uma melhora consistente em eficácia, minimiza taxas de falha e encurta ciclos de desenvolvimento”, diz Bianca Cerveira, Gerente de Desenvolvimento de Parcerias da Siemens.


Fomento à Inovação


O case da cervejaria contou com a subvenção econômica para apoio a projetos de inovação envolvendo tecnologias 4.0, lançado pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e pela Finep (Financiadora de Estudos e Projetos). A Greylogix escolheu a tecnologia Siemens para integrar este projeto da cervejaria atendendo aos preceitos da Indústria 4.0 ao mesmo tempo em que considera e atende requisitos ESG (Ambientais, Sociais e de Governança, da sigla em inglês).


O projeto lança mão de tecnologias habilitadoras como: computação de borda, gêmeo digital, inteligência artificial, internet das coisas (IoT), manutenção preditiva, computação em nuvem, entre outras. A Siemens foi escolhida para aplicar a tecnologia do Gêmeo Digital do início ao fim. Também participou do projeto a empresa Egisa.


ESG como negócio


O projeto da cervejaria prevê que a fonte de calor, atualmente proveniente de combustíveis fósseis, seja 100% substituída por energia eólica ou solar, que virá do teto da fábrica. Outra iniciativa sustentável foi a diminuição do consumo de água (dos atuais 10 litros para seis na produção de um litro de cerveja). Os resíduos sólidos também ganharam outro destino diferente de aterros com o aproveitamento de proteínas para uso animal ou humano. Quanto ao CO2, se a planta produz menos de 500 mil litros por mês, não vale a pena fazer a captura e reutilizar. A estratégia foi usar o CO2 de fermentação que vem em cilindros e transformá-lo em composto para o setor civil, por meio de uma rota alcalina.




Sobre a Digital Industries:

A Digital Industries (DI) da Siemens é líder em inovações de automação e digitalização. Colaborando com parceiros e clientes, promove a transformação digital nas indústrias de processo e manufatura discreta. Com seu portfólio de soluções para a indústria digital, fornece a empresas de todos os portes um conjunto completo de produtos, soluções e serviços para integrar e digitalizar toda a cadeia de valor. Otimizado para atender às necessidades específicas de cada setor, o portfólio exclusivo da DI ajuda os clientes a obter mais produtividade e flexibilidade. A DI constantemente adiciona inovações ao seu portfólio para integrar futuras tecnologias de ponta. Com sua sede global em Nuremberg, na Alemanha, tem cerca de 76 mil funcionários no mundo inteiro.


A Siemens AG (Berlim e Munique) é uma empresa de tecnologia com foco na indústria, infraestrutura, transporte e saúde. De fábricas mais eficientes em termos de recursos, cadeias de suprimentos resilientes e edifícios e redes mais inteligentes, a transportes mais limpos e confortáveis, bem como cuidados com a saúde avançados, a empresa cria tecnologia com propósito agregando valor real para os clientes. Ao unir os mundos real e digital, a Siemens capacita seus clientes a transformar seus setores e mercados, ajudando-os a transformar o dia a dia de bilhões de pessoas. A Siemens também possui uma participação majoritária na empresa de capital aberto Siemens Healthineers, fornecedora líder global de tecnologia médica que está moldando o futuro da saúde. Além disso, a Siemens detém uma participação minoritária na Siemens Energy, líder global na transmissão e geração de energia elétrica.


No ano fiscal de 2021, encerrado em 30 de setembro de 2021, o Grupo Siemens gerou receita de € 62,3 bilhões e lucro líquido de € 6,7 bilhões. Em 30 de setembro de 2021, a empresa contava com aproximadamente 303.000 funcionários em todo o mundo. Mais informações estão disponíveis na internet aqui.


No Brasil, a Siemens iniciou suas primeiras atividades em 1867, com a instalação da linha telegráfica pioneira entre o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. Em 1905, ocorria a fundação da empresa no País. Ao longo de sua história no Brasil, a Siemens contribuiu ativamente para a construção e para a modernização da infraestrutura. O Grupo Siemens é formado pela Siemens (Infraestrutura e Indústria), pela Siemens Healthineers e pela Siemens Mobility. Atualmente, o Grupo Siemens conta com quatro fábricas, cinco centros de Pesquisa e Desenvolvimento e cinco Centros de Distribuição espalhados por todo o território nacional. Para mais informações acesse nosso website.


Fonte e imagem: Assessoria de Imprensa - InPress Porter Novelli



Comments


160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page