• Brasil 4.0

CNI apresenta 25 propostas para acelerar o crescimento econômico

País precisa elevar sua taxa de crescimento para 3% ao ano, em média, nos próximos dez anos. Mas ainda é incerta a capacidade da economia brasileira de aumentar sua taxa de crescimento


Mídia Wix

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) apresentou 25 propostas para reduzir os principais componentes do chamado Custo Brasil – entraves estruturais, burocráticos, trabalhistas e econômicos, que atrapalham o crescimento do Brasil, a geração de riqueza, renda e emprego – e aumentar a competitividade da indústria brasileira.


“As incertezas continuam elevadas e a recuperação econômica não está consolidada. Ainda mais incerta é a capacidade da economia brasileira de aumentar sua taxa de crescimento, o que é essencial para o aumento do padrão de vida dos brasileiros”, diz o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade.


Veja os detalhes das propostas


De acordo com o presidente, o país não pode repetir o desempenho dos últimos anos, quando o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu apenas 1,4% e a indústria produz, atualmente, menos do que produzia em 2010.


As propostas estão divididas em oito grandes temas: tributação, política fiscal, meio ambiente, relações de trabalho, infraestrutura, inovação, comércio exterior, micro, pequenas e médias empresas. “Temos certeza que, se implementadas, essas medidas vão promover o aumento da competitividade, estimular os investimentos e o crescimento da indústria e do Brasil”, avalia.


Veja as propostas apresentadas AQUI


34 visualizações1 comentário