top of page
  • Foto do escritorBR40

CNI e Sebrae divulgam startups selecionadas para programa de internacionalização

89 pequenas e microempresas inovadoras vão participar da capacitação virtual do Programa de Internacionalização CNI-Sebrae. Ao fim, sete serão escolhidas para programa presencial nos EUA


A Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) selecionaram 89 startups para capacitação virtual do Programa de Internacionalização CNI-Sebrae Edição EUA 2022-2023. A lista, divulgada nesta sexta-feira (3), pode ser acessada aqui. Todas as 89 startups selecionadas obedecem ao critério de ser pequena ou microempresa inovadora com Receita Operacional Bruta de até R$ 4,8 milhões.


Entre as startups destaca-se a diversidade, com diferentes verticais/setores de atividade econômica, como: bioeconomia, saúde e bem-estar, esportes, logística e mobilidade, cidades inteligentes, indústria 4.0, advocacy, economia criativa, agro, varejo, marketing, turismo, mineração, educação, TICs, entre outras. A CNI e o Sebrae receberam inscrições de todas as cinco regiões do país.


Os representantes das startups vão participar, incialmente, de uma capacitação virtual. Ao fim dessa etapa, 30 participarão de uma mentoria mais específica e individual para se capacitarem em realização de pitches internacionais. Dessas, sete startups vão ser selecionadas para participar, em junho, de um programa de residência presencial de 10 dias, intitulado “Land-to-Launch”, que acontecerá em Nova Iorque, nos Estados Unidos.



Convênio entre a CNI e o Sebrae


CNI e Sebrae firmaram convênio que prevê cooperação técnica e financeira, com o objetivo de mobilizar, ampliar e facilitar o acesso de pequenas, médias e grandes empresas brasileiras à ecossistemas internacionais de inovação de referência. O programa busca fomentar a internacionalização das startups por meio da inovação aberta, que é a parceria entre empresas para inovar.


A primeira etapa do programa, por meio da capacitação virtual, vai ter foco na internacionalização para o mercado norte-americano. Durante os três anos de vigência do convênio, estão previstas seis chamadas públicas nacionais para seleção e engajamento dos públicos.


O programa “Land to Launch” é voltado para impulsionar os negócios, via encontros online e presencial, com mentoria de diferentes atores do ecossistema de inovação. O programa é realizado pela CNI em parceria com o SOSA, empresa israelense especializada em inovação aberta, que permite o acesso a tecnologias disruptivas, promoção e conexão com startups e posicionamento de inovações nacionais no mercado global.


Por: Diego Abreu

Fonte e imagem: CNI - Agência de Notícias da Indústria



160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page