• Brasil 4.0

Com Agro Digital, BRF melhora eficiência e evita desperdícios no campo

Antonio Carlos Cesco, Diretor Global de TI, recebeu o prêmio ‘As 100+ Inovadoras no Uso de TI’ na categoria Indústria de Alimentos, Bebidas e Fumos


Mais de nove mil produtores e criadores de aves e suínos, distribuídos em sete estados do Brasil, têm se beneficiado de tecnologias e o conhecimento baseado em dados que sustentam a chamada Indústria 4.0. Isso porque com a Plataforma Digital Agro 4.0, a BRF, empresa multinacional brasileira do ramo alimentício, tem concentrado esforços e investimentos para conectar o campo ao agro digital, resultando em menos desperdício e maior eficiência operacional.


A iniciativa e o trabalho liderado pelo Diretor Global de TI da BRF, Antônio Carlos Cesco, foram reconhecidos pelo prêmio “As 100+ Inovadoras no Uso de TI” na categoria Indústria de Alimentos, Bebidas e Fumos neste ano. Na edição de 2019, Cesco também recebeu o prêmio na mesma categoria. “Acredito que a tecnologia é um meio e não um fim para atingir bons resultados”, pontua o executivo em entrevista ao IT Forum 365. “Nosso foco é o cliente e para ele que devemos ser necessários e agregar valor. A transformação digital é isso: tomar decisões com foco no cliente, trabalhar de forma colaborativa, entender e ser ágil e adaptável tanto na execução quanto na proposição. O case plataforma Digital Agro 4.0 exemplifica isto. Com ele, estamos conectando o campo ao Agro Digital, facilitando a vida dos nossos integrados e cumprindo um dos principais propósitos da nossa jornada digital”, complementa.


A plataforma Digital Agro 4.0 se vale do uso de tecnologias de Internet das Coisas, Inteligência Artificial e digitalização de toda a cadeia produtiva para empoderar com informações os produtores integrados da BRF. Esse arcabouço tecnológico permite a rastreabilidade dos lotes dos cerca de 7 milhões de aves e 40 mil suínos processados todos os dias. “Aprendemos, na prática, que incrementar eficiência nas fábricas depende de uma visão em tempo real de todo o processo produtivo. Os benefícios decorrentes são o melhor aproveitamento de matérias-primas, o aumento da eficiência fabril, a redução dos custos operacionais e uma contribuição positiva para o nosso negócio e para as nossas pessoas”, explica Cesco.


Por meio da plataforma, o produtor integrado também é atualizado sobre informações valiosas para o dia a dia de sua produção, como dados de seu lote, de produtividade, do envio de ração, coleta de animais e alojamento, entre outros. “Utilizando tecnologias de sensoriamento IoT nas propriedades, podemos coletar dados em tempo real sobre o desenvolvimento dos animais no campo, entendendo melhor nossa cadeia, respondendo a novas perguntas na produção animal e atualizando o parceiro integrado sobre as informações importantes para a gestão do seu dia a dia no campo”, destaca o executivo. A plataforma Agro 4.0 também concentra uma biblioteca de conhecimento para o produtor.


O uso de inteligência artificial é importante para dar mais previsibilidade ao negócio. Com a captura de imagens e aplicação de IA, espera-se a predição do peso de animais no campo, otimizando a cadeia de Planejamento de Suínos e Aves e atuando na predição de doenças dos animais.

Design centrado no usuário pautam inovação na BRF


Entregar uma plataforma que contemple todas as partes essenciais a um negócio com extensão no Brasil todo não é uma tarefa trivial e envolveu, conta Cesco, a aplicação dos conceitos ágeis para a sua construção. “Com o modelo ágil é possível fazer entregas incrementais, testar hipóteses e receber feedbacks e, assim, construir a solução de acordo com a necessidade do nosso cliente”, destaca o executivo. Para descobrir a necessidade do cliente, o time de tecnologia realizou sessões de Discovery das personas envolvidas na cadeia entendendo suas necessidades e orientando o desenvolvimento para a máxima criação de valor para o parceiro integrado e para a BRF. Houve ainda um longo mapeamento das tecnologias existentes e do processo conhecido para pautar as escolhas do sensoriamento que aplicavam no campo. “No caso da plataforma Digital Agro 4.0, não detínhamos tecnologias consolidadas e o nosso caminho foi justamente o de atuar em conjunto, trabalhar em modelos diferentes, buscando novas alternativas, inovando, com o desafio de tornar a solução mais simples com uma melhor experiência ao nosso cliente”, lembra Cesco.


Garantir que a plataforma fosse amigável e intuitiva para o produtor sempre foi uma preocupação que esteve no radar do projeto Agro Digital 4.0. Os diferentes níveis de aceitação tecnológica de uma ampla audiência da BRF fez com que adequações fossem necessárias para maior aderência, tornando a solução menos complexa, isso sem deixar de lado as necessidades cotidianas do processo de produção. De acordo com levantamento da BRF, atualmente há uma adesão de mais de 8.000 produtores conectados à plataforma.


“A aderência na utilização da plataforma se deu devido a uma construção conjunta e no valor que ela oferece para o nosso público, que é o de otimizar as suas atividades, o nosso negócio e a visão de que possuem uma poderosa solução digital em seu favor”, avalia Cesco.


Próximos passos


Os resultados conquistados pelo Digital Agro 4.0 e os avanços com o programa Indústria 4.0 inspiram a companhia a seguir seus investimentos em transformação digital. Segundo Cesco, há outros projetos já em andamento, com a utilização de Advanced Analytics para gestão e análises estatísticas e preditivas mais ágeis, o que promete facilitar a tomada de decisões.



Para o projeto vencedor do prêmio ‘As 100+ Inovadoras’, Cesco afirma que a BRF continuará avançando e estendendo a solução para os extensionistas, com a otimização e padronização de indicadores e, para o público corporativo, para melhoria da performance da cadeia como um todo. “Todas essas iniciativas digitais têm impacto direto nos resultados da BRF, permitindo uma atuação de forma cada vez mais eficaz e eficiente, trazendo competitividade em custo para a cadeia de produção”, destaca Cesco.


Para o Diretor Global de TI, um dos aspectos fundamentais de toda transformação digital é olhar para o todo que se quer atingir e lembrar dos propósitos da digitalização. “A companhia atua para tornar essa cadeia mais sustentável”, diz Cesco ao falar sobre os mais de 9,5 mil produtores integrados essenciais aos negócios da BRF. “É importante frisar que não há inovação ou transformação digital sem o forte envolvimento e interação com as pessoas. A tecnologia ajuda na eficiência, na transformação dos processos, mas principalmente para dar uma melhor experiência para as pessoas. É neste momento que enfrentamos os desafios para encontrar a melhor solução que facilite o dia a dia de todos”, finaliza.


Finalistas na Categoria Indústria de Alimentos, Bebidas e Fumos


1º – Antonio Carlos Cesco – Diretor Global de TI, BRF

2º – Sérgio Bambace – CIO, Vigor

3º – Walter Costa – Gerente de TI, Pif Paf Alimentos


Por: Carla Matsu

Fonte e imagens: IT Forum 365

banner-siemens-plm-160x600-pt.jpg
Assine nossa newsletter!
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Ícone

© 2019 - Brasil 4.0 - www.br40.com.br

Fale conosco - contato@br40.com.br