top of page
  • Foto do escritorBR40

Com ampliação no número de apoiados, BNDES lança 3ª edição de programa para fomentar startups

  • BNDES Garagem poderá acelerar até 400 startups de impacto socioambiental, em quatro ciclos de aceleração.

  • Comparando com a 2ª edição, o número de startups apoiadas passa de 45 para 100, por ciclo.


Ambiental

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançou, nesta segunda-feira, 26, edital de chamada pública para selecionar a aceleradora da terceira edição do programa BNDES Garagem, de fomento a empreendedores e startups de impacto. O edital está disponível no site do Banco, em https://www.bndes.gov.br/bndes-garagem-aceleradora.


O objetivo da chamada é selecionar uma empresa ou consórcio para conduzir quatro ciclos de aceleração. Nesta edição, em cada ciclo serão aceleradas até 100 startups, mais do que o dobro das 45 startups por ciclo da edição anterior.


Cada ciclo contará com dois módulos: um de criação, para empreendimentos que tenham como objetivo validar suas ideias e desenvolver seu produto minimente viável; e outro de tração, para startups já estabelecidas, com produto disponível no mercado, que busquem escalar seus negócios e/ou validar se seus produtos respondem a uma demanda efetiva.


Serão priorizados critérios de diversidade de gênero, racial e geográfica (nos últimos ciclos, 44% das aceleradas tinham liderança feminina; e 40%, empreendedores negros ou indígenas), além de temas alinhados aos objetivos do BNDES.


White Paper Siemens

A diretora de Mercado de Capitais e Finanças Sustentáveis, Natália Dias, explica que o Banco decidiu expandir o programa, cujo foco são negócios que buscam solucionar problemas sociais ou ambientais, porque “está comprometido com desenvolvimento sustentável, redução das desigualdades sociais, diversidade, equidade e inclusão”


Para a executiva, o fomento do BNDES aos negócios de impacto acompanha também uma tendência global. Pesquisa realizada pela Global Impact Investing Network (GIIN) estimou que esse mercado é de US$ 1,16 trilhão no mundo e está crescendo em tamanho e sofisticação. “Os Negócios de Impacto não estão apenas preocupados em gerar retorno financeiro, mas também em gerar impacto positivo na sociedade e no planeta. Nosso objetivo é escalar nossa atuação neste sentido”, frisou.


Sobre o Garagem – O BNDES Garagem mobiliza empreendedores, investidores, gestores de fundos e outros atores para fomentar o ecossistema de empreendedorismo, inovação e impacto. Até o momento, considerando sua primeira edição e os dois ciclos já concluídos da segunda edição, o programa acelerou mais de 160 startups brasileiras.


O BNDES Garagem é um dos poucos que atuam na etapa de Criação de negócios de impacto, o que permitiu ao Banco atuar no apoio de empresas nascentes, desde a concepção/validação da sua solução.


Webinar: Transformação Digital na Indústria

A iniciativa também impacta a cultura e as práticas de gestão do BNDES, uma vez que seu programa de mentoria permite a empregados do Banco conviver com a dinâmica empreendedora e receber formação direcionada em temas como empreendedorismo, inovação e impacto.


Como agenda de futuro, a diretora de Mercado de Capitais e Finanças Sustentáveis adianta que o BNDES pretende dar mais escala ao programa, apoiar as startups também nos ciclos posteriores de crescimento, integrando com a atuação do Banco, e reforçar a ênfase nos aspectos de diversidade.


Iniciativas complementares - A atuação do BNDES na área do impacto conta com outras iniciativas complementares ao programa de startups. Em 2022, foi realizada a primeira chamada de Blended Finance, que prevê a alocação de R$ 90 milhões de reais em recursos do BNDES a serem complementados com investimentos privados.


Foram selecionados onze projetos em áreas como restauração florestal, moradia social, regularização e requalificação fundiária, gestão de resíduos, empreendedorismos, entre outros. A captação total de recursos concessionais e comerciais deve atingir R$ 1.2 bilhão.


O Banco também realizou uma chamada de fundos voltados para Negócios de Impacto, com aporte previsto, pelo BNDES, de até R$ 525 milhões em três fundos.


Fonte: BNDES

Imagem: Canva



Comments


160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page