top of page
  • Foto do escritorRodrigo Portes

Como engajar os colaboradores a impulsionarem a marca de sua empresa no LinkedIn

Conhecida como “a maior rede profissional do mundo”, segundo dados disponíveis na própria plataforma, existem mais de 1 bilhão de usuários entre 200 países e territórios, sendo que o Brasil é o 3º país com maior número de inscritos com mais de 63 milhões de usuários.


Rodrigo Portes

Um em cada três profissionais do mundo estão no LinkedIn. É essencialmente a única plataforma de mídia social que combina liderança de pensamento com um público majoritariamente profissional, o que o torna um excelente lugar as organizações.


Mas o sucesso no LinkedIn não é garantido. Para que ele aconteça, as empresas precisam postar regularmente e se envolver de forma proativa com sua rede. Trago a seguir alguns insights de como conscientizar seu time sobre a importância do engajamento no LinkedIn, engajar-se no perfil da empresa e, consequentemente, melhorar o posicionamento da marca.


Para os profissionais que estão aprendendo agora a utilizar o LinkedIn ou pessoas de marketing que desejam melhorar seus resultados, há muitas práticas recomendadas a serem lembradas. Antes de falar sobre o engajamento, gostaria de explicar um pouco sobre algoritmo. Assim como em outras redes sociais, o feed é baseado em um algoritmo. No LinkedIn, ele prioriza o conteúdo com maior probabilidade de ser interessante para cada usuário e que seja mais recente, nesse contexto.


Para isso, ele considera: a reputação do perfil, como outras pessoas se engajam com o conteúdo e o que está em alta na rede. Existem quatro filtros básicos pelos quais um post passa para que sua relevância seja determinada no LinkedIn: pontuação da qualidade do conteúdo; sinalização do usuário; filtragem do conteúdo e revisão humana.


siemens

Enquanto uma postagem tiver interações, ela permanecerá na jornada algorítmica pelo feed. É por isso que, às vezes, você vê publicações em seu feed de semanas atrás, algo que não acontece em redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter, por exemplo.


O objetivo dessa última etapa é ajudar os usuários a descobrirem conteúdos relevantes que os ajudarão a se tornarem mais produtivos e bem-sucedidos.


Como usar o algoritmo do LinkedIn a favor do seu negócio?


  • Tenha a página devidamente preenchida e atualizada;

  • Tenha um planejamento estratégico dos posts;

  • Defina estratégias que atraiam novos seguidores;

  • Divulgue a página do seu escritório no LinkedIn por outros meios, como site e e-mail marketing;

  • Use @ para mencionar pessoas ou empresas – ou seja: marque-as;

  • Estimule o compartilhamento das publicações por colaboradores, clientes, amigos e parceiros,

  • Faça posts que engajem.


Um dos tipos de conteúdo que mais geram interesse são os que expressam a cultura de uma empresa. Mostrar os bastidores, diversidade, os valores e o que está acontecendo no dia a dia chama a atenção. 

Lembrando que é essencial gerar conteúdo de acordo com os interesses dos seguidores. Por exemplo, quem geralmente segue um uma empresa de automação industrial está em busca de conteúdo sobre tecnologia, inovação, tendências , dicas e informações de qualidade que agreguem valor e conhecimento, então é importante focar nesse tipo de conteúdo e postar com frequência. E assim segue de acordo com cada áreas de atuação do negócio.


Segundo uma pesquisa do Linkedin“80% dos leads B2B das redes sociais vêm do LinkedIn, e 1 em cada 2 usuários afirma estar mais propenso a comprar de uma empresa se já interagiu com ela pelo LinkedIn”. Se pensarmos, ainda, que a grande maioria dos contatos das pessoas no Linkedin é profissional e que este network pode gerar novos negócios, chegaremos a conclusão que temos dentro de casa muitos potenciais para influenciar digitalmente seu target.


siemens

Abaixo eu trago 7 passos para explorar este canal e aumentar os pontos de contato da sua marca com seus futuros consumidores.


1. Ninguém é obrigado a nada


É fundamental lembrar que a participação deve ser voluntária. A regra de ouro dessa estratégia é respeitar a autonomia dos colaboradores sobre seus perfis pessoais do LinkedIn, não forçando o uso destes como um canal de comunicação corporativa. Para que essa iniciativa seja bem-sucedida, é crucial contar com o apoio do RH. Antes de qualquer coisa, é importante avaliar o ambiente da empresa e assegurar-se de que é o momento apropriado para implementar essa proposta. 

Se optar por uma abordagem gradual, pode ser interessante começar pelo departamento de vendas, já que estratégias que contribuem para aumentar as vendas são geralmente bem recebidas. 

Uma sugestão é organizar uma apresentação sobre como maximizar o uso do perfil profissional no LinkedIn, compartilhando dicas e estratégias com a equipe.


2. Siga a página da sua empresa no LinkedIn


Caso alguns profissionais que trabalhem com você ainda não sigam a página corporativa, peça para seguirem. Um e-mail com um link costuma funcionar super bem.


3. Curta as publicações 


Curtir publicação é o que faz ela subir! Isso mesmo, subir, lá na timeline.


Se um post recebe muitas curtidas na primeira hora após ser publicado, ele tende a ganhar mais visibilidade. Portanto, é fundamental curtir o post primeiro, independentemente de comentar ou compartilhar posteriormente. Essa ação inicial de curtir é crucial para impulsionar a postagem.


Uma boa estratégia de engajamento é a criação de mensagens padrão no final dos e-mails internos (Informativos, newsletters, eventos, reconhecimentos, notícias etc.) que a empresa envia, convidando os colaboradores a interagirem no post. Além disso, colocar os links de direcionamento para o LinkedIn da organização, em todas as novas peças de e-mail marketing e também no seu site, é importantíssimo.


4. Compartilhe e comente as publicações 


Aqui existe um grande segredo: não basta apenas compartilhar a publicação! Pois é quando escrevemos no campo que aparece antes do compartilhamento que é gerado o engajamento.


Use hashtags sim! No máximo cinco. Mais do que isso gera dispersão do conteúdo. Mas não pode escolher aleatoriamente, as hashtags devem ser bem pensadas, precisam agregar valor ao post.


Comentar as publicações também é essencial para gerar engajamento. 


5. Níveis de conexão


O LinkedIn opera com uma estrutura de até três níveis de conexões, ampliando o alcance para além da sua própria rede. 


Por exemplo, quando você interage com um post da sua empresa - seja curtindo, comentando ou compartilhando - ele se torna visível no feed das suas conexões diretas, ou de 1º grau. Se essas conexões interagirem com o post, ele então alcança o feed de suas próprias redes, que são suas conexões de 2º grau e que você talvez não conheça pessoalmente. Dessa forma, a rede de contatos se expande progressivamente, permitindo que o conteúdo alcance pessoas com as quais você inicialmente não tinha nenhum contato."


Além de todas essas dicas, é muito importante que os colaboradores também tenham seus perfis atualizados, com fotos condizentes com a profissão e cargos atualizados.


6. Incentive seus colaboradores a terem um perfil relevante


O engajamento ativo no LinkedIn e a manutenção de um perfil atualizado aumentam significativamente a relevância da página de um colaborador, elevando sua frequência de aparição nos resultados de busca da plataforma. É benéfico encorajar os colaboradores a postarem suas conquistas profissionais na rede e a interagirem com publicações dos seus contatos.


O LinkedIn desenvolveu o Social Selling Index (SSI), uma ferramenta que avalia o desempenho do perfil e indica áreas para melhoria. Compreender as estratégias que mais beneficiam o perfil de sua empresa e compartilhar essas descobertas com a equipe pode ser uma prática muito produtiva.


7. Não tenha medo de perder seu colaborador


Você pode pensar que ao ajudar um colaborador a melhorar seu perfil no LinkedIn, estaria inadvertidamente facilitando sua saída para um novo emprego. Embora isso possa acontecer, com ou sem sua ajuda, não é motivo para evitar o uso produtivo da rede. Não tenha medo de mostrar ao mercado os talentos da sua equipe. Lembre-se de que colaboradores satisfeitos e motivados tendem a permanecer na empresa. Se sua organização se dedica à retenção de talentos e investe no desenvolvimento de seus funcionários, não há razão para preocupação.

Produzir conteúdo no Linkedin é como ser um orador em uma conferência cheia de potenciais clientes todos os dias. Rodrigo Portes

Quais tipos de conteúdos seus colaboradores podem criar e compartilhar no LinkedIn


Aqui vão algumas ideias sobre alguns conteúdos que podem fazer a diferença para a sua empresa na rede:

  • Histórias de sucesso: Incentive seus colaboradores a compartilhar histórias verídicas de como auxiliaram clientes a superar desafios ou atingir metas utilizando os produtos ou serviços da sua empresa.

  • Dicas e insights: seus colaboradores podem compartilhar dicas e insights sobre temas relacionados ao seu segmento, mostrando seu conhecimento e experiência na área.

  • Depoimentos: seus colaboradores podem oferecer relatos pessoais sobre como é trabalhar na sua empresa, abordando aspectos como os benefícios, os desafios enfrentados, as oportunidades disponíveis e os valores que formam a base da cultura organizacional.

  • Curiosidades: seus colaboradores podem compartilhar curiosidades sobre a sua empresa, como a história, os bastidores, os projetos sociais ou ambientais ou as inovações que vocês estão desenvolvendo.


Dessa forma, você motiva os seus colaboradores a produzirem conteúdos que destacam a identidade, a missão e os aspectos únicos da sua empresa no LinkedIn.


Conclusão


Neste artigo, explorei as formas pelas quais os colaboradores podem ser catalisadores do sucesso da sua empresa no LinkedIn, utilizando suas próprias histórias e experiências. Apresentei a você sete estratégias práticas e efetivas para transformar seus funcionários em autênticos representantes da sua marca na plataforma.


Adotando estas dicas, você perceberá o impacto positivo que seus colaboradores podem ter, tanto para a empresa quanto no LinkedIn. Isso inclui o aumento da visibilidade, credibilidade e autoridade da sua empresa na mais relevante rede social profissional. 


E quanto a você, já começou a integrar seus colaboradores no LinkedIn? Quais resultados você tem observado? Fique à vontade para compartilhar suas experiências nos comentários!


Rodrigo Portes

Por: Rodrigo Portes

Diretor de Vendas | Diretor Comercial | Gerente Nacional de Vendas | Gerente de Vendas Sênior | Mentor | Palestrante | Autor | Transformação Digital | Indústria 4.0

Fonte: Linkedin Rodrigo Portes - BR4.0

Commentaires


160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page