top of page
  • Foto do escritorBR40

Data Driven: como essa tecnologia pode transformar a gestão das empresas?

O uso da tecnologia já uma realidade nas organizações. Diferentemente do que se especula, sua eficácia não é resultante de fórmulas mágicas ou achismos, mas sim de gestão eficaz. Atualmente, diversas empresas já utilizam os Dados como principal elemento para tomadas de decisões estratégicas. No entanto, mais do que coletar informações, é importante analisá-las corretamente, algo que, através do Data Driven, se torna muito mais prático.


Em tradução livre, o Data Driven pode ser considerado como a gestão baseada em Dados. Tendo em vista que se trata de um recurso que pode ser aplicado em qualquer tipo de negócio, independentemente do segmento, um estudo da MicKinsey estima que, até 2025, a cultura Data Driven seja o principal pilar utilizado nas organizações para aprimorar os métodos de gestão.


Contudo, não é preciso esperar até lá para perceber as mudanças do mercado com o avanço da Transformação Digital. Isso é, se antes existia a necessidade de formar equipes especializadas em determinadas áreas, hoje, esse trabalho é substituído através do uso de tecnologias como a Inteligência Artificial (IA), que distribui orientações e informações de forma precisa.


Então, a tecnologia irá substituir a mão de obra humana? Obviamente que não. É importante salientar que todo recurso embasado nela é mais uma forma de auxiliar na maior assertividade operacional, já que toda e qualquer IA precisa ter um algoritmo programado pelo ser humano.


E, em se tratando do Data Driven, não seria diferente. Quando utilizada, a ferramenta traz insights significativos, auxiliando desde a ter uma melhor compreensão das dores enfrentadas no negócio, até a garantir uma maior otimização no atendimento, fidelização e satisfação do cliente, rápido crescimento em escala, melhor produtividade, análises e indicativos de performance em tempo real – dando margem para identificar e solucionar possíveis gargalos na produção de forma rápida e efetiva.



Por sua vez, mesmo que esse seja um serviço que traga vantagens para as companhias, ainda assim, existe o desafio que faz parte de diversas organizações: a mudança do pensamento cultural. Assim, aquele velho discurso: “sempre foi assim, mudar para quê?”, se torna ainda mais obsoleto.


Além disso, a falta de estrutura e preparo também engloba a lista de obstáculos que implicam o processo de migração da empresa para uma nova forma de gestão. Nesse cenário, contar com o apoio de um ERP é um importante auxílio durante a jornada, gerando análises e registrando cada etapa no intuito de garantir maior assertividade e a implementação do recurso, bem como assegurar sua total segurança e visualização de dados fiéis.


Todos querem fazer parte da Transformação Digital, porém, é necessário começar desde já a se preparar para atribuir um novo conceito na organização, disseminando que há espaço para todos. O Data Driven é um importante auxiliador nessa jornada, por ajudar na digitalização da empresa e automatizar funções, potencializando o desenvolvimento da equipe que passa a atuar com maior proatividade e protagonismo, tendo, como guia, dados e registros precisos para uma melhor tomada de decisão.


O cenário atual exige das organizações a importância de estarem munidas de recursos tecnológicos, principalmente levando em conta a alta quantidade de Dados e informações que precisam ser analisadas diariamente e que fogem do alcance da mão de obra humana. Precisamos enfatizar que toda tecnologia tem o intuito de contribuir e aprimorar os processos, mas seu sucesso dependerá exclusivamente do quão bem-preparadas as empresas estiverem para aderi-las. Afinal, mesmo que doa mudar, os resultados sempre valerão a pena.


Por Juliana Najara, gerente de produtos da G2 Tecnologia.

Fonte e imagem: InforChannel



Komentarze


160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page