top of page

Descomplicando a Indústria 4.0: Glossário com 40 termos mais utilizados

A Indústria 4.0 transforma totalmente a maneira como as fábricas operam, e essa é uma mudança que já está acontecendo.


Por isso, é preciso começar a se acostumar com termos como Internet das Coisas (IoT), Big Data, Inteligência Artificial, Realidade Aumentada, Robótica Colaborativa, dentre outros.


Para que você não fique para trás, confira abaixo esse glossário com os 40 termos mais utilizados na Indústria 4.0.


Bora lá?


1. Automação - é o uso de tecnologias para realizar tarefas sem intervenção humana.


2. Bits e bytes - Unidades de medidas para volume de dados, sendo que 1 byte é equivalente a 8 bits. Qualquer mídia tem a sua capacidade de armazenamento calculada em bytes, como dispositivos USB, smartphones e tablets.


3. Big Data - É o enorme volume de dados constantemente coletado, processado e analisado por softwares. Eles podem ser usados para prever padrões, detectar erros e entender o perfil de consumo dos clientes, por exemplo.


4. BI Industrial (Business Intelligence Industrial) - é uma abordagem para coletar, processar e analisar dados de produção e operações industriais, com o objetivo de melhorar a eficiência e tomar decisões informadas.


5. Blockchain - é uma tecnologia de registro distribuído que permite registrar transações de maneira segura e imutável. No contexto da Indústria 4.0, o Blockchain pode ser usado para rastrear a origem e o movimento de bens e materiais, garantir a integridade de dados e melhorar a transparência na cadeia de suprimentos.



6. Cibersegurança - é a proteção contra ameaças cibernéticas e garantia da segurança de dados e sistemas em ambientes digitais. É crucial na Indústria 4.0 para garantir a integridade de sistemas e proteger informações sensíveis.


7. Cliente 4.0 - As tecnologias também transformam as relações entre empresa e consumidor. O cliente que surge no contexto da indústria 4.0 é o chamado consumidor 4.0, conectado, informado e exigente.


8. Colaboração - é o trabalho conjunto de pessoas, sistemas e tecnologias para alcançar objetivos comuns. Na Indústria 4.0, a colaboração é fundamental para aumentar a eficiência e a qualidade da produção.


9. Computação em nuvem - A computação em nuvem envolve todas as atividades que acontecem e são armazenadas online, como o Gmail e o Google Docs. Quando falamos em computação em nuvem, tudo é online, sem necessidade de instalação de programas ou aplicativos. Todos os serviços são acessados e compartilhados em uma rede, a chamada nuvem.


10. Comunidade de Manufatura - é a cooperação entre empresas, fornecedores e outras partes interessadas na produção e inovação na indústria. A comunidade de manufatura é uma parte importante da Indústria 4.0 para alcançar a colaboração e a inovação.


11. Conectividade - é a capacidade de sistemas, dispositivos e pessoas se comunicarem e compartilharem dados e informações.


12. Customização - é a capacidade de produzir bens e serviços sob medida para atender às necessidades individuais de cada cliente.


13. Cybersystems - são sistemas que combinam tecnologias de computação, sensores e outras tecnologias para monitorar e controlar sistemas


14. Data Analytics - é o processo de coletar, processar e analisar grandes quantidades de dados para obter insights e melhorar decisões.


15. Digital Twin - é uma representação virtual de um sistema ou processo físico, usada para simular e monitorar suas operações em tempo real.


16. Edge Computing - é o processamento de dados em dispositivos periféricos, como sensores e atuadores, sem a necessidade de transmissão para servidores centrais.


17. ERP (Enterprise Resource Planning Systems) - esse é um software de soluções no qual os negócios podem centralizar e processar todas as suas informações importantes, como dados de produção e vendas - tudo de forma a permitir uma rápida visão a respeito da produtividade da empresa.



18. Hub de Inovação Digital - Demonstra o esforço das empresas em aumentar seu potencial de inovação digital e integração à Indústria 4.0. Geralmente, hub é um espaço voltado unicamente para desenvolver estratégias e aplicações de inovação, testar e criar produtos e soluções digitais para a empresa.


19. Internet das Coisas (IoT) - é a conexão de dispositivos físicos, como sensores e atuadores, à Internet para coletar e compartilhar dados.


20. Integração de Sistemas - é o processo de conectar diferentes sistemas e tecnologias para melhorar a eficiência e a qualidade da produção.


21. Integração Vertical ou Horizontal - A integração entre unidades de negócio e departamentos conectados formam os sistemas de integração vertical e horizontal. A base dessa rede é a digitalização, que permite a troca de dados entre pessoas, máquinas e objetos, tanto dentro, quanto fora da empresa.


22. Machine Learning - É uma disciplina da área da Inteligência Artificial que, por meio de algoritmos, dá aos computadores a capacidade de identificar padrões em dados massivos e fazer previsões (análise preditiva).


23. Machine to Machine (M2M) - Esse termo compreende a comunicação automatizada entre dispositivos. A troca normalmente ocorre via internet ou telefone celular, e é usada desde a engenharia médica até a produção automatizada. O M2M permite a manutenção remota de máquinas e reúne tecnologia de informação e comunicação.


24. Manufatura Aditiva - é o processo de produção de bens a partir de camadas sucessivas de material, como na impressão 3D.


25. Manutenção Preditiva - é o processo de prever e corrigir falhas em equipamentos antes que ocorram, com base em dados coletados em tempo real.


26. Modelagem de Processos - é o processo de mapear e modelar processos de produção e operações industriais.


27. Monitoramento em Tempo Real - é a capacidade de monitorar sistemas e processos em tempo real.


28. Operação Conectada - é a capacidade de conectar diferentes partes do processo produtivo, incluindo equipamentos, sistemas e pessoas, para melhorar a eficiência e a qualidade da produção.



29. PIMS (Plant Information Management Systems) - São sistemas que adquirem dados de processo de diversas fontes, os armazenam num banco de dados históricos e os disponibilizam através de diversas formas de representação.


30. Realidade Aumentada - É uma tecnologia que é igualmente adequada para dispositivos móveis e desktops. O que o torna especial é o fato de oferecer a possibilidade de refletir componentes digitais no mundo real


31. Realidade Virtual - é uma tecnologia de interface entre um usuário e um sistema operacional através de recursos gráficos 3D ou imagens 360º cujo objetivo é criar a sensação de presença em um ambiente criado por técnicas computacionais diferente do real (ambiente virtual 3D).


32. Redes Neurais - São redes artificiais que imitam o sistema de neurônios do cérebro humano para replicar, em máquinas, a maneira como as pessoas aprendem. Elas permitem que máquinas consigam coletar dados, descobrir padrões a partir deles e encontrar respostas e soluções por conta própria.


33. Robôs colaborativos - São robôs que, diferentemente dos robôs tradicionais, podem trabalhar ao lado dos humanos sem qualquer risco de segurança. Eles desempenham inúmeras funções e são muito adaptáveis, mudando de atividade ou capacidade de trabalho conforme a demanda do momento.


34. Segurança Cibernética - é a proteção contra ameaças cibernéticas, como vírus, spyware e ataques cibernéticos.


35. Sensores - são dispositivos que coletam informações sobre o ambiente ou processos industriais do campo.


36. Sistemas de Automação - são sistemas que automatizam tarefas e processos industriais. Dentre eles destacam-se CLPs, SDCDs, Inversores de frequência, IHMs e PCs Industriais.


37. Sistemas de Gerenciamento de Produção (MES) - são sistemas que gerenciam as atividades da produção, incluindo planejamento, controle de qualidade e rastreamento de produção.


38. Sistemas de Gerenciamento da Manutenção (CMMS) - são sistemas que gerenciam a manutenção de equipamentos e instalações, incluindo programação, registro e rastreamento de manutenções.


39. Sistemas de Informação de Gestão de Operações (MOS) - são sistemas que integram e gerenciam dados de diversas fontes, incluindo produção, manutenção e fornecedores, para fornecer uma visão abrangente das operações industriais.


40. Softwares industriais - São programas que ajudam na coleta, manipulação e avaliação dos dados digitais de uma indústria. Com um software industrial, as máquinas conectadas levam todos os dados para um único sistema.


Por: Rodrigo Portes

Diretor de Vendas | Diretor Comercial | Gerente Nacional de Vendas | Gerente de Vendas Sênior | Mentor | Palestrante | Autor | Transformação Digital | Indústria 4.0

Fonte: Linkedin Rodrigo Portes - BR4.0

Comments


160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page