• Brasil 4.0

Eficiência no chão de fábrica: como fazer a tecnologia trabalhar a seu favor?

Falta de estoque, falha na comunicação, defasagem de matéria-prima… Inúmeros são os fatores que podem deixar a produtividade de uma empresa instável. Sabemos que num mundo tão acelerado quanto o que nos encontramos, falar sobre informação em tempo real pode parecer coisa do passado. Mas a indústria como um todo ainda possui um longo caminho a trilhar neste assunto.


Imagem Pixabay

O principal objetivo ao implantar um sistema MES na empresa é garantir que as operações sejam executadas de forma eficiente. Um dos principais pilares em que o sistema se baseia é a comunicação: uma empresa conectada, com o acompanhamento de dados em tempo real, elimina gaps na linha de produção que podem ocasionar perdas significativas. E, claro, é necessário saber se a sua empresa está produzindo de forma eficiente e como melhorar esta situação.


Como e por que medir a eficiência de uma fábrica?


Uma das formas de mensurar a qualidade e a eficiência da manufatura de uma empresa é utilizando o indicador OEE, que mensura a Eficiência Global dos Recursos Produtivos (Overall Equipment Effectiveness, na sigla em inglês).


O índice, utilizado na indústria, aponta o nível de eficiência de um equipamento, mensurando a capacidade de produção de novos itens e comparando-a com a real quantidade que foi entregue. O cálculo do indicador possibilita o conhecimento de quanto tempo de fato é gasto na produção. Desta forma, os desperdícios são reduzidos e o desempenho das máquinas é aprimorado.


Mas por que é tão necessário fazer essa mensuração?


Pense na seguinte situação: na sua fábrica, todos os dias você planeja uma produção de 10 mil peças. Porém, devido a fatores desconhecidos até o momento, você só consegue entregar 7 mil peças. Isto pode ocorrer por conta de diversos fatores da sua fábrica, como por exemplo:

  • Você não sabe qual o tempo de produção de suas máquinas;

  • A falta de manutenção do maquinário leva a paradas não programadas;

  • Desperdício de materiais, que leva à perda da matéria-prima.

Estes são só alguns dos motivos pelos quais a sua empresa poderia estar enfrentando esta defasagem – sem citar as consequências, como a entrega para o fornecedor e gastos não previstos relacionados ao desperdício de produtos.


Por que utilizar um sistema de gestão MES?


Não basta dizer que MES é o futuro do chão de fábrica. A indústria 4.0 exige que as empresas estejam em constante atualização, e um sistema de gestão MES é imprescindível para estar sempre à frente.


Quando falamos sobre MES, estamos tratando de vários conceitos, como previsibilidade, produtividade, otimização da produção e tantos outros. É imprescindível estar atento a todas as tecnologias disponíveis, e compreender como cada uma delas pode ser inserida como solução dentro da sua empresa.


Quer conhecer algumas das tantas melhorias que o MES tem para contribuir na sua empresa de forma prática? Clique aqui e conheça.


Fonte: Assessoria de Imprensa SKA


71 visualizações0 comentário
Creating-a-Sustainable-Future-wp-banners160x600.jpg