top of page
  • Foto do escritorRodrigo Portes

Entendendo a Fábrica do Futuro: Como Preparar sua Empresa para Evoluir

As transformações estão acontecendo todos os dias em diferentes esferas da sociedade. Os recursos tecnológicos têm papel decisivo nesse aspecto, principalmente nas empresas em um movimento que podemos definir como Fábrica do Futuro.


Rodrigo Portes

Hoje, grande parte das coisas está conectada à tecnologia. O celular que você usa todos os dias, a TV que você assiste, até mesmo um apagar de luzes. Esses são exemplos do cotidiano baseados em processamento de dados e Inteligência Artificial.


Desse modo, as empresas precisam encontrar formas de compreender o processo. Acima de tudo, entender que a transformação tecnológica está acontecendo e pode ser uma importante aliada a fim de aumentar a produtividade, bem como os lucros.


Afinal, o que é a Fábrica do Futuro?


Se formos resumir o conceito de Fábrica do Futuro em três termos, seriam customização, flexibilidade e integração de processos. Outros aspectos dessa nova forma de produção incluem a velocidade (time-to-market) e a gestão de controle no chão de fábrica.


Basicamente, a Fábrica do Futuro é aquela que consegue entregar produtos feitos sob medida, de forma rápida e segura. Ao refletir sobre isso, percebe-se que a customização é realmente uma ideia central nos dias de hoje.


As linhas de produção em massa, que fabricavam centenas ou milhares de produtos para atender a uma “média” do público, já estão ultrapassadas. Vale notar que, nesse modelo, os processos já eram fortemente automatizados para permitir a produção em larga escala.


Quando dizemos que a Fábrica do Futuro entrega produtos customizados, isso não significa que eles voltam a ser feitos artesanalmente. Os processos continuam automatizados, mas necessitam de integração, inteligência e análise de dados em tempo real para que possam se remodelar e manter a produtividade.


Siemens

Principais características da Fábrica do Futuro


As Fábricas do Futuro incluem, sem dúvida, a presença humana em seus processos. As máquinas inteligentes não foram desenvolvidas para substituir os seres humanos, mas sim para colaborar com eles. A robótica colaborativa, onde robôs e pessoas tomam decisões conjuntas, é fundamental para atender às demandas da Indústria 4.0.


Além disso, a customização de processos é uma característica central deste novo contexto. Para isso, as Fábricas do Futuro dependem de tecnologias que aprimorem o desempenho, tanto em tempo de produção quanto em segurança de dados, permitindo produzir sob demanda sem perder competitividade. Entre estas tecnologias, destacam-se:


  • Máquinas autônomas, que operam independentemente e identificam padrões, graças aos avanços em inteligência artificial e machine learning.

  • Cybersecurity, práticas de proteção de sistemas essenciais para a segurança dos dados.

  • Impressoras 3D, que agilizam a criação de protótipos, facilitando a customização em massa por meio da manufatura aditiva.

  • Simulações digitais, que possibilitam análises virtuais do funcionamento das linhas de produção, antecipando e corrigindo falhas e elevando a eficiência das fábricas.

  • Inteligência artificial generativa, que se refere ao uso de algoritmos de IA para criar novos designs, produtos e soluções, otimizando os processos de inovação e desenvolvimento de produtos.


Interplast 2024

Elementos Críticos da Fábrica do Futuro


Para implementar uma Fábrica do Futuro, é crucial adotar uma abordagem estratégica e holística, focando em cinco elementos críticos:


  1. Digitalização e Automação: Operações devem ser transparentes, previsíveis e automatizadas.

  2. Processos Enxutos: Melhoria contínua dos processos produtivos para eficiência máxima.

  3. Estrutura Eficaz: Adaptação do layout e da estrutura da fábrica para garantir flexibilidade e agilidade.

  4. Pessoas: Foco no recrutamento, na capacitação e na governança adequada do talento humano.

  5. Tecnologia: Seleção da tecnologia certa e dos fornecedores apropriados para hardware e software.


Implementação da Fábrica do Futuro


Para implementar com sucesso uma Fábrica do Futuro, é importante seguir um processo estruturado, começando com o diagnóstico. Esta fase envolve a avaliação da situação atual da fábrica e a identificação de áreas que necessitam de melhorias. Após este diagnóstico inicial, entra-se na fase de projeto, onde é realizado o planejamento detalhado das mudanças e estratégias a serem implementadas, considerando os resultados do diagnóstico.


A seguir, na fase de engenharia, ocorre o desenvolvimento e a configuração das soluções tecnológicas e processos que foram planejados na fase anterior. Esta etapa é crucial para garantir que as soluções sejam viáveis e eficazes.


Uma vez que as soluções e estratégias estejam prontas, inicia-se a fase de implementação, que consiste em colocar em prática tudo o que foi planejado e desenvolvido. Esta etapa é crítica, pois é onde as mudanças começam a tomar forma na realidade da fábrica.


Por fim, a fase de expansão foca no escalonamento e no aprimoramento contínuo das soluções implementadas. Esta etapa assegura que as melhorias sejam sustentáveis e que a fábrica continue a evoluir e a se adaptar às novas demandas e tecnologias.


siemens

De olho nas pessoas


Os gestores e responsáveis da empresa são, geralmente, os encarregados por idealizar e dar o start nessa transformação. Entretanto, a nova revolução impulsionada pelas tecnologias também promete impactar na relação com os colaboradores.


A relação equilibrada entre ser humano e máquinas traz resultados concretos ao tornar processos mais eficientes, com aumento de produtividade.


O profissional da Quarta Revolução Industrial tem que ter características que o destaquem em meio à integração tecnológica. Isso se enquadra em aspectos específicos que tornam colaboradores assim muito recomendados:


  • Multidisciplinaridade;

  • Fácil adaptação;

  • Trabalho em conjunto com a Inteligência Artificial;

  • Desempenhar atividades mais criativas;

  • Abertos a novos aprendizados;

  • Flexibilidade;

  • Cooperação;

  • Senso crítico;

  • Atualização constante.


É muito importante treinar e capacitar os colaboradores para todas essas mudanças. Desse modo, as empresas conseguem moldar pessoas de confiança e que já estão ambientadas ao local. Por isso, não tenha medo de investir em estudos e cursos de especialização.


O desenvolvimento da Fábrica do Futuro vai continuar por um bom tempo, pois a cada dia novas descobertas acontecem em meio à revolução tecnológica. Independente do segmento, a tendência é se beneficiar com a integração entre as partes.


Rodrigo Portes

Por: Rodrigo Portes

Diretor de Vendas | Diretor Comercial | Gerente Nacional de Vendas | Gerente de Vendas Sênior | Mentor | Palestrante | Autor | Transformação Digital | Indústria 4.0

Fonte: Linkedin Rodrigo Portes - BR4.0

Σχόλια


160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page