• Brasil 4.0

Escritórios híbridos: o ambiente de trabalho no mundo pós-pandemia

Os novos espaços serão flexíveis e com foco especial no cuidado com a saúde, por meio do uso de ferramentas tecnológicas de última geração.


Há mais de um ano, muitas pessoas se mudaram dos escritórios das empresas para espaços de trabalho improvisados em suas casas. Passado todo esse tempo, os administradores começaram a se questionar como seria o local de trabalho depois da pandemia. Hoje podemos afirmar que o futuro do ambiente de trabalho está nos escritórios híbridos, que não só irão abrigar de maneira presencial os trabalhadores, mas também facilitarão o trabalho dos funcionários remotamente.


De acordo com um levantamento realizado pela Global Workplace Analytics, 76% dos trabalhadores entrevistados afirmam que, quando a pandemia terminar, desejam continuar trabalhando a partir de casa em um modelo híbrido, pelo menos um ou dois dias por semana. Isso demonstra claramente o caminho para aonde vamos e para o que devemos estar preparados.


Com esse modelo híbrido, muitas empresas buscam incrementar a produtividade e criatividade dos funcionários. Ou seja, é um modelo que traz benefícios e merece ser considerado. Porém, transferir as atividades para um escritório híbrido não é simples. Alguns aspectos fundamentais devem ser considerados antes de migrar sua empresa para esse modelo de trabalho:


Espaços flexíveis: a arquitetura dos escritórios tradicionais limita o uso do espaço. Por isso, é necessário desenvolver o ambiente para criar espaços que fomentem a colaboração entre os trabalhadores, mesmo que suas atividades sejam realizadas remotamente.


Mesas compartilhadas: em muitas empresas, os horários de trabalho flexíveis funcionavam desde antes da pandemia. Agora é possível que se transformem na regra a ser seguida, o que levará à redução dos escritórios pessoais para abrir passagem para os espaços de trabalho compartilhados.


O cuidado com a saúde: a saúde e a segurança no ambiente de trabalho estão preocupando mais aos trabalhadores e os líderes, o que tem levado a considerar o controle da capacidade, o trabalho de limpeza e o monitoramento da qualidade do ar como elementos fundamentais dentro de um escritório.


Investimento em tecnologia: desde o início da pandemia, comprovamos o papel fundamental que a tecnologia tem na sociedade atual e, da mesma maneira, será essencial contar com um bom investimento em tecnologias como IoT e Wi-Fi para um bom desempenho desta nova estrutura de trabalho.


Este novo ambiente de trabalho precisa de uma arquitetura de rede que seja tão flexível e dinâmica quanto o lugar onde será instalada. Para conseguir isto, será necessário contar com grandes aliados tecnológicos que permitam a implantação de Wi-Fi 6, IoT e outras ferramentas cujo objetivo seja facilitar o trabalho dos funcionários dentro e fora do escritório, ao oferecer uma grande conectividade sem fio, garantindo a produtividade da empresa.


Em nossa empresa, os escritórios já possuem redes de última geração. Além disso, já implantamos um modelo híbrido, oferecendo a opção aos gerentes e diretores de cada área de decidir se seus funcionários podem realizar seu trabalho seguindo uma combinação de trabalho a distância e presencial.


Eles estão organizados de tal forma que trabalhem de suas casas o tempo todo ou trabalhem no escritório três dias da semana, tudo coordenado com seu supervisor direto e com a área de recursos humanos. Desta maneira, podemos garantir a saúde e o bem-estar de toda equipe de trabalho.


O escritório continuará evoluindo tão rapidamente quanto a força de trabalho que precisa apoiar, e os gestores devem estar preparados para atender às necessidades presentes e futuras de suas equipes.


Por Gustavo López, vice-presidente da área de vendas da CommScope para as regiões da América Latina e Caribe.

Fonte e imagens: InforChannel

57 visualizações0 comentário
Creating-a-Sustainable-Future-wp-banners160x600.jpg