• Brasil 4.0

Indústria implementa solução baseada em dados para revolucionar produção

RHI Magnesita implementou cluster de alto desempenho da Dell, com softwares da Versatus HPC, e reduziu tempo de simulação em cinco vezes


Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

A RHI Magnesita, multinacional que produz refratários para as indústrias siderúrgica, anunciou a implementação de um cluster de alto desempenho da Dell, otimizado com softwares da Versatus HPC. O objetivo do projeto foi aumentar o desempenho da companhia nas simulações que faz para estudar os processos internos e seus clientes, que precisam de alto poder computacional.


Os refratários são materiais, na sua maioria cerâmicas, capazes de suportar altas temperaturas sem perder sua propriedade físico-química – dentre elas, resistência e baixas condutividades térmica e elétrica. Eles são utilizados no revestimento de fornos, incineradores e reatores.


O projeto foi implementado em duas etapas. Na primeira, a Dell implantou servidores e a Versatus HPC fez a configuração lógica do cluster e do software, uma solução proprietária para dinâmica de fluídos (ou CFD) da Ansys, específica para auxiliar a área de engenharia no desenvolvimento de produtos mais adequados às necessidades dos clientes com maior agilidade.


De acordo com a RHI Magnesita, a implementação resultou em um salto no desempenho, porque reduziu consideravelmente o tempo de simulação de engenharia que a empresa faz, em média, em cinco vezes. A atualização permitiu que a companhia execute casos mais complexos, que anteriormente não eram possíveis devido ao tempo despendido.


“A infraestrutura computacional é muito importante para que possamos sempre fornecer soluções que trarão ganhos para nossos clientes e nossa empresa. Quando falamos em fornecer serviços e soluções, nos referimos a não apenas vender uma ‘peça refratária’ ao cliente, mas, sim, a melhor peça para aquele processo. Isso só é possível por meio da simulação computacional do processo e da peça para que, com base nos resultados, sua geometria e/ou composição possa ser melhorada”, explica Rubens Alves Freire, gerente de Engenharia de refratários da RHI Magnesita.


Ao IT Forum 365, Raymundo Peixoto, Vice-Presidente Sênior de Soluções para Datacenter da Dell Technologies na América Latina, disse que “hoje todos os esforços da Dell Technologies estão concentrados em apoiar os clientes na transformação digital dos negócios e para isso temos hoje o portfólio mais completo e inovador do mercado com soluções para modernização dos ambientes de TI, que atendem todos os perfis e tamanhos de empresas.”


Para Denis dos Anjos, Diretor da Versatus HPC, clusters de alto desempenho (ou HPC, na sigla em inglês) são máquinas complexas e requerem um conhecimento técnico especializado, que é distinto do que é provido na computação tradicional suportada pelos departamentos de TI. “Com isso, torna-se muito necessária a contratação de companhias especializadas, pois além de permitir que seja extraído todo o poder de processamento do super computador através de configurações otimizadas, garantem que ele estará sempre disponível e que possa ser restabelecido rapidamente, mesmo em caso de falha grave”.


Era de dados

O case mostra a crescente tendência da indústria de utilizar tecnologia de dados para otimizar a produção, uma das bases para a Indústria 4.0. Raymundo Peixoto conta que, anualmente, a Dell realiza uma pesquisa com a IDC Brasil voltada a identificar o nível de maturidade da infraestrutura de TI para suportar a transformação digital dos negócios. “E os dados apontam que, de forma geral, o principal desafio das organizações está em Automatizar os Processos necessários para essa digitalização dos negócios”, diz.


Outro desafio das organizações está em lidar com o crescimento exponencial do volume de dados estruturados e não estruturados. Para Raymundo, isso exige uma nova abordagem no tratamento e armazenamento desses dados, para que eles sejam usados para direcionar estratégias de negócios e inovações que garantam vantagem competitiva. “Na Dell Technologies consideramos que 2020 será o marco de início dessa ‘Próxima Era dos Dados’, na qual empresas e consumidores cada vez mais digitais e conectados vão exigir que as organizações olhem com atenção para os dados, se quiserem tirar vantagem competitiva da transformação digital dos negócios”, completa.


Fonte: IT Forum 365

Por: Marystela Barbosa

44 visualizações
banner-siemens-plm-160x600-pt.jpg
Assine nossa newsletter!
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Ícone

© 2019 - Brasil 4.0 - www.br40.com.br

Fale conosco - contato@br40.com.br