top of page
  • Foto do escritorRodrigo Portes

London City Airport: nova tecnologia elimina retirada de laptops e líquidos das bagagens de mão

O London City Airport (LCY) está adotando uma nova tecnologia em seus scanners de bagagem de mão que oferecerá aos passageiros uma experiência mais tranquila e reduzirá os custos no médio e longo prazo. De agora em diante, os passageiros não precisarão mais retirar laptops e líquidos de suas bagagens de mão durante a passagem pelo raio-X.


Essa nova tecnologia é conhecida como "Computed Tomography" (CT), que utiliza imagens em 3D para fornecer uma visão mais clara do conteúdo da bagagem. Isso significa que os agentes de segurança podem identificar mais facilmente objetos proibidos, sem a necessidade de verificar manualmente as bagagens suspeitas.


Os novos scanners são capazes de processar até 550 bandejas por hora em cada esteira. Com isso, a expectativa é de que o fluxo de passageiros na área de segurança aumente em 30% a cada hora ― melhorando a experiência do cliente.

Com essa iniciativa, a segurança é reforçada e os passageiros podem desfrutar de uma experiência mais suave e rápida no aeroporto, sem ter que retirar laptops e líquidos de suas malas de mão. Isso significa menos tempo gasto na fila de segurança e menos estresse para os passageiros.


Além disso, "Computed Tomography" (CT) também oferece a possibilidade de permitir que os passageiros mantenham outros itens em suas bagagens de mão que anteriormente eram proibidos, como grandes garrafas de água ou produtos de higiene pessoal líquidos em quantidades maiores.


Estes scanners de CT são capazes de processar mais bagagens em um período de tempo menor, o que significa que menos agentes de segurança são necessários para verificar manualmente as malas suspeitas. Isso reduzirá os custos com pessoal e aumentará a eficiência do processo de segurança do aeroporto.



A intenção do London City Airport é recuperar o investimento feito nos equipamentos por meio do aumento das vendas nas lojas do aeroporto e mais tempo disponível para trabalhadores. Assim, eles desempenham outras funções, já que os novos sistemas exigem menos funcionários de segurança para monitorar o equipamento e reunir os passageiros, por exemplo.


Conclusão


Os novos scanners representam um avanço significativo na tecnologia e na ciência, especialmente no que diz respeito ao futuro do trabalho.


Como Jonathan Stone, gerente da divisão de soluções de aviação nos EUA, destaca em entrevista ao The Guardian: "A capacidade de detecção dos novos scanners passa a depender também de algoritmos e da ciência, e não apenas de seres humanos". Isso significa que a segurança nos aeroportos se tornará ainda mais eficiente e precisa, com menos chances de erros ou falhas humanas.


Essa mudança é uma tendência cada vez mais presente no mundo do trabalho. A tecnologia está transformando muitas atividades que antes dependiam exclusivamente de habilidades humanas, como a detecção de objetos perigosos em bagagens de mão. Com isso, muitas empresas estão investindo em tecnologias avançadas para aprimorar a eficiência de seus processos e melhorar a experiência do cliente.



No caso do London City Airport, a adoção dos novos scanners CT representa um grande passo em direção a um futuro mais tecnológico e seguro para a aviação comercial. Com essa inovação, o aeroporto está demonstrando seu compromisso em oferecer a melhor experiência possível para seus passageiros, ao mesmo tempo em que garante um alto nível de segurança em suas operações.


Por: Rodrigo Portes

Diretor de Vendas | Diretor Comercial | Gerente Nacional de Vendas | Gerente de Vendas Sênior | Mentor | Palestrante | Autor | Transformação Digital | Indústria 4.0

Fonte: Linkedin Rodrigo Portes - BR4.0

Comments


160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page