• Brasil 4.0

Negócios de impacto: o que são e por que investir nessa novidade

Diferentemente das empresas tradicionais, os negócios de impacto têm como atividade principal solucionar um problema social ou ambiental


Empresas com propósito são consideradas vetores de mudanças no comportamento do consumidor e na própria legislação dos países


Novas maneiras de fazer negócios surgem todos os dias e são fundamentais para uma sociedade mais justa e sustentável. Entre elas, estão os negócios de impacto, que têm como objetivo solucionar desafios sociais e ambientais por meio do mercado. Mas, além disso, quais são as diferenças desses negócios para os outros? A Confederação Nacional da Indústria (CNI) explica o que é um negócio de impacto, as diferenças e por que empresários devem apostar no ramo.


Existe um conjunto de critérios que precisa ser cumprido simultaneamente para que uma empresa seja considerada um negócio de impacto.


Primeiro, o empreendimento deve deixar claro que busca resolver ou mitigar um problema socioambiental, por meio da atividade principal da empresa – seja por meio de um produto, um serviço ou uma forma de operação. Esse critério exclui, por exemplo, empresas tradicionais que apenas executam ações desse caráter como atividades paralelas.


Negócios de impacto precisam mensurar seu impacto socioambiental


Os negócios de impacto atuam de acordo com a lógica do mercado, como um modelo de negócio comum que busca retorno financeiro, mas a diferença é que precisam se comprometer a medir o impacto que geram na sociedade ou no meio ambiente. O compromisso com esse monitoramento deve estar presente desde os primeiros dias de vida do negócio, ainda que ele vá se refinando e aprofundando com o desenvolvimento.


Além disso, suas receitas destinam-se apenas a cobrir custos de execução e planejamento - ou seja, todo o lucro obtido é reinvestido para a ampliação do impacto social que a empresa busca causar. O empreendimento pode buscar ajudas externas e subsídios em diferentes etapas da sua jornada, mas é fundamental gerar receita recorrente.


Essas características foram apontadas no estudo “O que são negócios de impacto - características que definem empreendimento como negócios de impacto”, realizado pela Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto e pela Pipe.Social. As instituições consultaram mais de 280 organizações do setor.


Por que criar ou se tornar um negócio de impacto?


Com uma responsabilidade a mais, as empresas com propósito são consideradas vetores de mudanças no comportamento do consumidor e na própria legislação dos países. Nesse sentido, a CNI vê diversas oportunidades tanto para empresas já consolidadas no mercado, que podem implementar soluções de impacto como atividades principais; quanto para empresas que já nasceram com propósito e podem começar a exportar suas soluções.


“Acreditamos que empresas de impacto positivo podem utilizar esse valor como diferencial competitivo no alcance do mercado internacional. Viabilizar mais negócios de impacto levará a mais modelos de operação testados e a mais casos de sucesso com impacto mensurado e resultado financeiro comprovado, atraindo mais investimentos e gerando um ciclo virtuoso e inspirador para novos empreendedores e investidores”, explica o coordenador de Serviços de Internacionalização, Felipe Spaniol.


Por: Giovanna Chmurzynski

Fonte e imagaens: Agência CNI de Notícias

28 visualizações0 comentário