• Brasil 4.0

No Dia Nacional do Café, Sec de Agric. de SP faz live com as tecnol. paulistas para o setor cafeeiro


Café é socialização, é cultura, é desenvolvimento e é também tecnologia. No Dia Nacional do Café, comemorado em 24 de maio, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo realizará live em seu Youtube para discutir as tecnologias e inovações paulistas para a cafeicultura, a partir das 14h. O evento online contará com a participação de pesquisadores dos Institutos de Pesquisa ligados à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) e técnico da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS).


O objetivo do evento é transferir tecnologias e informações à cadeia de produção do café, desenvolvidas pelo Instituto Agronômico (IAC), Instituto Biológico (IB), Instituto de Economia Agrícola (IEA), Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), APTA Regional e CDRS. A ideia é aliar pesquisa e extensão para levar informações recentes e baseadas em evidências científicas aos usuários das tecnologias em São Paulo, mas também em todo o País.


São Paulo se destaca na produção de café. Além de ser o terceiro estado que mais produz o produto, atrás apenas de Minas Gerais e Espírito Santo, é também considerado o berço da cafeicultura brasileira, por abrigar as mais tradicionais instituições de pesquisa da área, como o IAC e o IB. As variedades desenvolvidas pelo Instituto Agronômico, por exemplo, estão em quase 90% dos campos de café brasileiros.


Dados do Levantamento de Unidades de Produção Agropecuária do Estado de São Paulo (Lupa) Lupa indicam que a área de produção paulista é de aproximadamente 200 mil hectares, conduzida por 17 mil cafeicultores. No 1º trimestre de 2021, o café ocupou a sétima colocação na pauta de exportações, com US$ 171,41 milhões, dos quais 74,8% referentes ao café verde. Nesse período, os principais destinos do café paulista foram Japão (23,5%), União Europeia (14,5%), Rússia (10,3%), Argentina (8,4%) e Estados Unidos (8,2%).


Em 2020, o café beneficiado ocupou a oitava posição no ranking dos principais produtos da agropecuária paulista, de acordo com o IEA. Esse montante representa uma elevação de 88,62% em seu Valor da Produção Agropecuária (VPA), tanto por expressivo aumento de preço (30,87%) quanto de produção (44,13%), em face da bienalidade, característica de sua produção.


Colheita do café começa em maio


A colheita de café deve começar em todo o Brasil a partir da segunda quinzena de maio e deve seguir até agosto em São Paulo, sendo que em algumas regiões paulistas, como na Alta Mogiana, há uma forte utilização de máquinas, e em outras, como na região de São Sebastião da Grama e Divinolândia, a utilização é menos frequente, devido às condições de topografia, que dificultam o uso de colheitadeiras.


Em fevereiro de 2021 foi conduzido o segundo levantamento de safra 2020/21 de café no Estado de São Paulo, realizado pela CDRS e consolidado pelo IEA. Em razão do adiantado estágio de enchimento dos frutos, é possível precisar com maior acuidade a estimativa de quantidade produzida pelos talhões da lavoura. Em termos globais, a safra paulista poderá alcançar 262,2 mil t (4,37 milhões de sacas beneficiados) e produtividade média de 1.331 kg/ha (22,2 sc./ha), representando diminuições de 31,3% na produção e 30,9% na produtividade diante do registrado na temporada anterior (safra 2019/20). Essa redução de produção e produtividade é comum devido à bienalidade que se encontra em baixa.


SERVIÇO

Live “Tecnologias e inovações paulistas para a cafeicultura”

Data: 24/05/2021

Horário: 14h

Local: Youtube da Secretaria de Agricultura de SP

Acesso: https://www.youtube.com/c/agriculturasp/featured


Programação:

14h – Abertura

14h10 – Regionalização de cultivares de cafeeiros arábica (Adriana Martins - APTA Regional)

14h30 – Produzir com segurança econômica (Celso Vegro - IEA)

14h45 – Nematoides parasitos do cafeeiro (Claudio Marcelo Oliveira - IB)

15h – Café canéfora no Estado de SP (Edson Savazaki - CDRS)

15h20 – Processo de aproveitamento de resíduo de café para ingredientes com cafeína e compostos antioxidantes (Gisele Camargo - Ital)

15h30 – Últimas cultivares lançadas no Centro de Café (Júlio Mistro - IAC)

15h45 – Debates

16h – Encerramento


Fonte e imagens: Assessoria de Comunicação - Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

20 visualizações0 comentário