top of page

O futuro da produção de máquinas: como a digitalização está ajudando a resolver problemas antigos

O setor de fabricação de máquinas industriais é responsável pela produção de equipamentos pesados e produtos de engenharia personalizados para diversos setores. No entanto, como muitos desses projetos são únicos, os processos de produção mudam constantemente, tornando a gestão industrial uma tarefa desafiadora.


Para superar esses desafios, é fundamental que os fabricantes busquem estratégias e iniciativas que aumentem a produtividade e incentivem a inovação no setor. E uma dessas estratégias é a transformação digital, que pode ajudar a melhorar a gestão de produtos, reduzir custos e aumentar a eficiência.


Dessa forma, a digitalização pode trazer benefícios significativos para o setor de fabricação de máquinas industriais, permitindo a adoção de tecnologias avançadas para otimização de processos, monitoramento de qualidade e gestão de dados, o que contribui para uma produção mais ágil, precisa e eficiente.


Veja abaixo 8 problemas tradicionais do setor e que estão sendo endereçados com a ajuda da tecnologia:


1. Design e desenvolvimento de produtos


Projetar e desenvolver máquinas complexas pode ser demorado e dispendioso. A digitalização pode ajudar a simplificar esse processo, usando software de projeto assistido por computador (CAD) para criar modelos virtuais de máquinas, permitindo que os engenheiros testem e aperfeiçoem os projetos antes de construir protótipos fisicamente.


2. Gestão da cadeia de abastecimento


Os fabricantes de máquinas industriais frequentemente adquirem peças e materiais de fornecedores ao redor do mundo, o que pode criar desafios logísticos. A digitalização pode ajudar fornecendo visibilidade em tempo real da cadeia de abastecimento, permitindo que os fabricantes rastreiem os níveis de estoque, otimizem a logística e antecipem quaisquer interrupções potenciais.


3. Controle de qualidade


Garantir que as máquinas sejam construídas com especificações precisas e atendam a padrões rigorosos de qualidade é crucial para os fabricantes de máquinas industriais. A digitalização pode ajudar usando sensores e algoritmos de aprendizado de máquina para monitorar o processo de produção em tempo real, alertando os operadores sobre quaisquer desvios ou defeitos antes que se tornem problemas maiores.



4. Manutenção e reparos


As máquinas industriais estão sujeitas a desgaste ao longo do tempo, o que pode levar a reparos caros e tempo de inatividade. A digitalização pode ajudar usando análises preditivas e monitoramento de condições para identificar possíveis problemas antes que ocorram, permitindo que os fabricantes agendem a manutenção e os reparos de forma proativa e minimizem o tempo de inatividade.


5. Gerenciamento de dados


Com tantos dados sendo gerados em todo o processo de produção, pode ser desafiador gerenciar e analisar tudo de forma eficaz. A digitalização pode ajudar usando plataformas baseadas em nuvem e ferramentas avançadas de análise para coletar, armazenar e analisar dados em tempo real, fornecendo aos fabricantes insights acionáveis para melhorar suas operações.


6. Problemas de produção e planejamento


A produção e o planejamento podem ser desafiadores para os fabricantes de máquinas industriais devido à complexidade e variabilidade das máquinas produzidas. A digitalização pode ajudar fornecendo monitoramento de produção em tempo real e sistemas automatizados de planejamento que se ajustam aos horários de produção



7. Gerenciamento de Cotações


Erros frequentes de cotação são um dos maiores desafios enfrentados pelos fabricantes de máquinas industriais que buscam maneiras de reduzir erros, tempo e custos de cálculo de cotações. Ferramentas digitais ajudam as empresas a rastrear e responder a pedidos de cotação (RFQs) de um painel centralizado. Elas permitem que os fabricantes criem cotações precisas com base na visibilidade em tempo real dos custos de materiais e mão de obra, processos de fornecedores, inventário, lista de materiais (BOM), margens de lucro e disponibilidade de recursos. Essas cotações podem ser enviadas aos clientes e, se aprovadas, rapidamente convertidas em pedidos de venda.


8. Gerenciamento de Recursos


O gerenciamento de recursos é um dos principais desafios enfrentados pelos fabricantes de máquinas industriais. Eles precisam coordenar recursos (materiais, pessoas e máquinas) com o projeto e lidar com interrupções, ausências, falhas e escalonamentos. Uma solução MES integrada com um sistama ERP armazena informações importantes sobre máquinas, materiais, equipe de produção e outros recursos-chave. O ERP de manufatura pode se conectar às máquinas de produção usando sensores para receber alertas para problemas de máquina e manutenção preventiva. Os fabricantes podem obter relatórios em tempo real para verificar a capacidade da máquina, eficiência do equipamento e desempenho da equipe para garantir que os recursos sejam usados de forma eficaz. Se houver problemas, ações corretivas podem ser tomadas.


Três principais tendências da indústria de máquinas


Os fabricantes industriais estão mudando seus negócios não apenas em resposta à pandemia, mas também como resultado de outras tendências-chave que estão influenciando as mudanças no setor de manufatura industrial e componentes.


Demanda do Cliente por Personalização


Não é mais suficiente para os fabricantes de máquinas simplesmente entregarem excelentes produtos. Os clientes de hoje esperam boas experiências e serviços excepcionais para acompanhar esses produtos.


Os clientes também esperam que os fabricantes personalizem soluções de acordo com suas necessidades exclusivas e entreguem essas soluções personalizadas a custos próximos ao padrão. Isso requer que os fabricantes tenham maior flexibilidade, automação e inteligência em todos os seus processos de negócios.


Também requer uma colaboração eficaz e automatizada entre as divisões de vendas, engenharia, fabricação e vendas pós-venda.



Adoção de Tecnologia


Os fabricantes de máquinas estão mudando a maneira como conduzem seus negócios implementando uma série de tecnologias avançadas para automatizar processos de negócios, melhorar a eficiência operacional e pioneirismo em novos modelos de negócios.


Alguns bons exemplos de ofertas de serviços inovadores incluem diagnósticos remotos de máquinas e portais de e-serviço para pedidos automáticos de peças.


A digitalização pode beneficiar tanto os clientes quanto os fabricantes de máquins, pois os clientes podem facilmente solicitar produtos ou serviços on-line ou ter isso feito automaticamente com base nos níveis de estoque, e os OEMs podem ver economias significativas de custos por meio de redução de viagens e recursos.


A Condução de Modelos 'As-a-Service'


Vender um produto não é mais suficiente. Os fabricantes de máquinas precisam projetar, vender, entregar e manter pacotes de soluções personalizadas que entregam valor e resultados contínuos.


Há um foco maior no desenvolvimento de equipamentos inteligentes e na coleta de dados gerados para novos modelos de negócios baseados em serviços, incluindo aqueles baseados em resultados


Servitização


Servitização é a mais recente palavra da moda para descrever a tendência de usar produtos ou equipamentos para vender uma variedade crescente de serviços, muitas vezes baseados nos dados gerados e habilitados ou aprimorados por tecnologia avançada.


Isso pode incluir novos modelos de negócios baseados em assinaturas, ofertas de instalação digital, contratos de manutenção preditiva e serviços digitais inovadores baseados em resultados.


Novos concorrentes digitais estão constantemente entrando no mercado, colocando pressão crescente sobre os fabricantes de máquinas industriais para se concentrar em modelos de negócios baseados em serviços para aumentar as margens e atingir as metas de receita.


Melchior Bryant, da consultoria de gestão global Bain & Company, explicou: "Os serviços estão se tornando uma adição importante aos portfólios, especialmente para impulsionar a lucratividade. E para alguns OEMs, é a única maneira de ter receitas lucrativas ao longo da vida."



Quais são as prioridades estratégicas que os fabricantes de máquinas devem considerar ao avançar na digitalização de suas operações?


Com base em discussões e pesquisas com clientes, há cinco prioridades estratégicas delineadas:

  1. Centralidade no Cliente: Posicionar o cliente no centro de cada decisão e utilizar feedback operacional e experiencial para criar ótimas experiências e serviços ao cliente.

  2. Segmentação: Suportar a personalização e gerenciar cada aspecto da cadeia de valor da manufatura industrial de forma consistente, mantendo os custos o mais próximo possível do padrão.

  3. Produtos Inteligentes e Soluções Digitais: Adotar produtos e soluções inovadoras contendo tecnologia digital avançada, e basear os serviços nos dados gerados a partir desses produtos.

  4. Fábrica Inteligente e Cadeia de Suprimentos Digital: As cadeias de suprimentos e redes de manufatura precisam se tornar mais inteligentes, resilientes, conectadas, transparentes, automatizadas, modulares e flexíveis.

  5. Modelos de Negócios Baseados em Serviços: Usando produtos inteligentes e soluções MaaS (Machine as a Service), os fabricantes podem colaborar em tempo real e habilitar serviços como monitoramento e diagnóstico remotos. Empresas inovadoras de manufatura industrial fornecem máquinas e equipamentos que podem ser combinados com serviços e consumíveis adicionais.


Conclusão


A tecnologia digital tem trazido uma grande transformação para o setor de fabricação de máquinas industriais, permitindo que as empresas possam enfrentar os desafios de gestão de forma mais eficiente e competitiva.


Com a adoção de tecnologias avançadas, como big data, inteligência artificial e internet das coisas, os fabricantes podem otimizar processos, monitorar a qualidade de seus produtos, coletar e analisar dados em tempo real, e assim, aumentar a eficiência e reduzir os custos.


Além disso, a digitalização permite a criação de novos modelos de negócio, como a servitização, que aumenta a satisfação do cliente e gera receita recorrente. Com tudo isso, os fabricantes de máquinas industriais podem aprimorar suas operações, aumentar a competitividade e garantir sua sobrevivência no mercado em um cenário cada vez mais tecnológico e competitivo.


Portanto, investir em tecnologia digital é uma escolha estratégica que pode fazer toda a diferença para o sucesso das empresas nesse setor.


Por: Rodrigo Portes

Diretor de Vendas | Diretor Comercial | Gerente Nacional de Vendas | Gerente de Vendas Sênior | Mentor | Palestrante | Autor | Transformação Digital | Indústria 4.0

Fonte: Linkedin Rodrigo Portes - BR4.0

Comments


160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page