top of page
  • Foto do escritorBR40

O melhor amigo dos Dados: leve o ERP para o Cloud!

O ERP no Cloud apresenta diversas soluções de gerenciamento de negócios, proporcionando agilidade, escalabilidade e segurança para empresas amadurecidas digitalmente


A gestão de Dados, gradativamente, tem se tornado a espinha dorsal de empresas amadurecidas em termos digitais, afetando, vale mencionar, inúmeras frentes internas, normalizando o componente tecnológico como algo rotineiro. Com isso, o Cloud Computing está se tornando mais relevante e habitual no mercado global – não por acaso, afinal, representa o potencial por trás de ferramentas de armazenamento e fluxo informacional.


O sistema de Cloud, que viabiliza o gerenciamento e acesso a diversos Dados e aplicativos pela internet, surge como um verdadeiro braço estratégico de organizações que visam otimizar seus processos. Hoje, contar com esta tecnologia já deixou de configurar um gasto secundário para se consolidar como um investimento justificável, que traz ganhos significativos ao negócio.


A adesão de plataformas do tipo é evidente e cresce anualmente. Para se ter uma ideia, de acordo com um levantamento da Canalys, os gastos globais com serviços de Nuvem atingiram a marca de US$ 63,1 bilhões no terceiro trimestre de 2022. Este número demonstra um crescimento de 28% ano em relação ao mesmo período do ano anterior.


São informações valiosas e que ajudam a ilustrar o contexto atual das empresas mundo a fora, indicando a migração constante de milhares de empresas para o ambiente digital, ou a chamada indústria 4.0. A adoção de sistema de cloud fornece apoio crítico para que mudanças positivas sejam conduzidas a nível estrutural e também cultural. Mas o que torna essa digitalização tão vantajosa? Abaixo, enumero tópicos que justificam uma atenção especial sobre o tema.



Redução de custos favorece economia: Os sistemas que se fundamentam em Cloud não exigem gastos em Tecnologia de Informação, como servidores e softwares específicos, pois os provedores de nuvem cobram apenas pelo seu uso efetivo.


Flexibilidade para se adaptar: Através de uma solução em Nuvem, as empresas passam a ter acesso aos aplicativos e informações de qualquer lugar que possua uma conexão estável à internet. Desta forma, apresentam maior versatilidade aos colaboradores que necessitam trabalhar fora do ambiente de trabalho, por exemplo.


Segurança e escalabilidade: Os parâmetros de segurança estabelecidos pelos provedores de cloud incluem backups frequentes e criptografia de dados para proteger informações sigilosas a rigor de lei. Além disso, a escalabilidade, aspecto importante de ferramentas em nuvem, permite que companhias aumentem ou reduzam os recursos de acordo com suas necessidades. Desta forma, gastos desnecessários em hardwares ou softwares adicionais serão reduzidos.


Em suma, a mudança para sistemas de cloud pode ser motivada por uma série de vantagens. E esses benefícios vão desde o corte de despesas, maior acessibilidade, capacidade de ampliação fácil, atualizações automatizadas e medidas efetivas de segurança. Com certeza, todos os caminhos levam à nuvem como uma tendência inadiável.



Por fim, frente a tantas razões para se dar o primeiro passo rumo à uma ampla digitalização, é plenamente possível afirmar que o universo corporativo está migrando suas atividades para o cloud. E a integração, como peça-chave para projetos que mirem a Transformação Digital, é capaz de solidificar a nuvem como uma aliada de valor imensurável para ERPs e outros modelos de gestão automatizada.


Por Fernando Brolo, diretor Comercial da América Latina na Logithink IT.

Fonte e imagem: InforChannel

Commentaires


160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page