top of page
  • Foto do escritorBR40

O papel das lawtechs para o compliance corporativo

Para que a área de compliance nas empresas consiga ter resultados expressivos é fundamental contar com a tecnologia no dia a dia das instituições


lawtechs

O uso da tecnologia está cada vez mais presente dentro das empresas e por isso temos visto um número muito maior de startups que atuam com um DNA inovador para resolver problemas e automatizar processos, assim nasceram as lawtechs. Tais transformações têm acontecido em diferentes segmentos da economia e o jurídico não foge à regra.


É por isso que o termo lawtechs, startups que possuem inovações tecnológicas voltadas para a área jurídica, vem se destacando e transformando o setor, promovendo inovações para os profissionais dessa área e fazendo com que grandes revoluções sejam aplicadas em algo considerado arcaico.


De acordo com a Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L), as startups jurídicas tiveram um crescimento de 1300% nos últimos três anos. Atualmente, existem mais de 250 corporações que possuem soluções para os profissionais de direito. Dentre os diferentes setores que as lawtechs costumam ser aplicadas, podemos destacar o compliance, que tem como objetivo estabelecer normas e procedimentos nas organizações em que atua, e essas ações resultam no enquadramento da empresa junto às leis de regulamentação.


Por meio das lawtechs é possível detectar práticas irregulares e evitar que elas se repitam, a fim de manter a integridade e reputação das empresas. Para tanto, as companhias devem aplicar controles internos que se fundamentam em um conjunto de procedimentos e políticas que são desenvolvidas para garantir a confiança nos processos.


Seus principais objetivos são proteger os ativos das empresas, diminuir os casos de fraudes, erros, ineficiências e crises. Além disso, ao implementar os processos internos, é possível mapear os pontos de risco e antecipar futuros acontecimentos, desenvolver um código de conduta eficiente e aplicar determinadas punições a profissionais com comportamentos inadequados.


Siemens

Lawtechs facilitam rotinas com a tecnologia


Para que a área de compliance nas empresas consiga ter resultados expressivos é fundamental contar com a tecnologia no dia a dia das instituições. Isso porque com o aumento significativo das informações geradas é impossível analisá-las manualmente. É por isso que a inteligência artificial, machine learning e o big data, por exemplo, têm sido utilizados para ações como classificação de imagens e documentos, automatização de processos, captura de dados sensíveis e agrupamento de informações relevantes de todos os setores da instituição.


Além disso, os gestores conseguem reunir todos esses insights em uma única plataforma para facilitar a comunicação, mitigar os erros, melhorar a velocidade de análise dos dados e tornar o ambiente mais seguro e organizado.


Outra vantagem das lawtechs é que o profissional de compliance consegue contar com menos atrito, maior eficiência operacional e precisão, principalmente na hora de identificar possíveis práticas ilícitas ou má conduta dos colaboradores.


Por isso, concluo que as lawtechs têm um papel determinante na área de compliance das empresas, pois permitem que diversas atividades sejam feitas de maneira rápida, eficiente e com menor risco, ajudando assim a detectar falhas e se manter em conformidade com as leis e processos internos.


Por: Eduardo Tardelli

Fonte e imagem: Startupi


Siemens

160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page