top of page
  • Foto do escritorBR40

O software devorou o mundo e a IA está digerindo

Em um famoso artigo do Wall Street Journal de 2011, o sócio da gestora Andreessen Horowitz, Marc Andreessen, explicou por que naquela época o software estava devorando o mundo. A evolução acelerada da tecnologia de software impulsionava o crescimento dos negócios digitais. Seguindo os exemplos dos gigantes da internet, algumas empresas da velha economia estavam se moldando como empresas de tecnologia.


Inteligência Artificial

Vamos voltar um pouco mais. Em 2002, a Amazon enfrentou uma barreira de complexidade. O tamanho de sua página inicial atingiu 800MB e levava de 8 a 12 horas para compilar. Jeff Bezos emitiu um mandato relativo a APIs, que mudou profundamente a forma como o software era criado e como a empresa era organizada.


Todas as equipes deverão expor seus Dados e funcionalidades por meio de interfaces de serviços.


As equipes devem se comunicar entre si através dessas interfaces.


Não será permitida qualquer outra forma de comunicação entre processos: sem links diretos, leitura direta do armazenamento de dados de outra equipe, sem modelo de memória compartilhada, nenhum tipo de backdoor. A única comunicação permitida é por meio de chamadas de interface de serviço pela rede.


Não importa qual tecnologia seja utilizada. HTTP, Corba, Pubsub, protocolos personalizados – não importa.


white paper siemens

Todas as interfaces de serviço, sem exceção, devem ser projetadas desde o início para serem externamente acessíveis. Ou seja, a equipe deve planejar e projetar de forma a poder expor a interface para os desenvolvedores do mundo externo. Sem exceções.


Aqueles que não seguirem esta regra serão demitidos.


Obrigado; tenha um bom dia!


Ao mudar para a modularidade com APIs, a Amazon se posicionou bem para abrir suas capacidades de distribuição e logística para fornecedores terceirizados. A natureza de autoatendimento da plataforma facilitou para que eles vendessem e distribuíssem seus produtos eliminando atritos. Isso ajudou a companhia a competir contra o eBay, alavancando um modelo de negócio diferente.


Desde aquela época o software e o hardware representam uma parte crescente das soluções e de suas operações de suporte. A arquitetura de software, de produto e de operações devem ser estruturadas de maneira simultânea.


Neste cenário em constante mudança, é essencial que as empresas se adaptem e inovem, reconhecendo o papel cada vez mais importante que o software desempenha em todos os aspectos de suas operações. Afinal, como Andreessen apontou, o software estava realmente devorando o mundo e a Inteligência Artificial (IA) nesse momento está fazendo a digestão.


Metalurgia 2023 - Feira e Congresso

Como a IA está digerindo os Dados?


A IA é a força motriz por trás da Transformação Digital, permitindo que as empresas processem grandes volumes de Dados e obtenham insights valiosos. Ela está automatizando tarefas, otimizando processos e possibilitando novos modelos de negócios. A IA está mudando a maneira como interagimos com o software, tornando-o mais intuitivo, personalizado e eficiente. Assim, ela não apenas ajuda o software a ‘devorar’ o mundo, mas também a ‘digeri-lo’, transformando Dados brutos em informações úteis e acionáveis que impulsionam o progresso e a inovação.


Avançando ainda mais nessa discussão, a IA generativa ocupa um lugar de destaque nesse processo de “digestão”. Esse segmento, que inclui modelos de linguagem como ChatGPT, tem a capacidade de gerar novos conteúdos a partir de Dados existentes. Isso significa que a IA generativa pode criar desde artigos e relatórios até designs de produtos e códigos de software, ampliando ainda mais o alcance e a eficiência do software. Além disso, ela pode aprender e se adaptar a estilos específicos, permitindo uma personalização sem precedentes.


Nesse sentido, a IA generativa não só contribui para a “digestão” do mundo pelo software, mas também para a sua “metabolização”, transformando Dados em novas formas de criação e inovação.


Por Adriano Tavares, líder de Agilidade da Framework Digital.

Fonte e imagem: InforChannel


Artigo Siemens

Comments


160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page