• Brasil 4.0

Paraná segue na disputa para representar o Brasil durante mundial de profissões técnicas na China

Estado é o favorito nas ocupações de Modelagem de Protótipos e Robótica Móvel


O Senai Paraná segue na disputa para representar o Brasil na WorldSkills International (WSI), maior competição de educação profissional do mundo, programada para acontecer em outubro, na cidade de Shanghai, na China. Depois de conquistar uma vaga com Thiago Rocha de Araújo na ocupação #53 – Computação em Nuvem, agora é a vez do Senai Paraná carimbar os passaportes, na semana de 14 a 17 de fevereiro, com João Alexandre Caroleski Fogaça na modalidade #45 – Modelagem de Protótipos, e a dupla Felipe dos Santos Ferreira e Endyeumara dos Anjos Raimundo na ocupação #23 – Robótica Móvel.


Durante a etapa eliminatória, além de colocarem em prova suas habilidades e competências técnicas e profissionais, os competidores também recebem uma prova surpresa que deve ser executada em um período pré-determinado e pode ser fator decisivo para definir o representante em Shanghai. “A prova surpresa torna a competição ainda mais difícil. Sem dúvidas, o profissional que participa da WorldSkills, independentemente de qual etapa, torna-se mais completo e pronto para a sua ocupação”, diz Fogaça. “A possibilidade de representar uma nação é incrível, mas devemos estar cientes de que é necessário estarmos aptos para isso”, completa.


João Alexandre Caroleski Fogaça é formado em Técnico em Mecânica pelo Senai Paraná e atual campeão estadual para Modelagem de Protótipos, área estratégica para as indústrias, por permitir testar e validar modelos antes da produção em larga escala (foto: Gelson Bampi)



Fogaça disputa com Emanuel Amorin, de São Paulo, na cidade de Canoas (RS), a vaga para representar o Brasil na Modelagem de Protótipos. “A prototipagem para a indústria é fundamental. É o processo que dá forma a algo brevemente projetado por meio de softwares ou desenhado manualmente”, explica o competidor. “Tomando forma, inúmeras características e funções do projeto podem ser verificadas e analisadas como, cores, movimentações, acessibilidade de manutenção, detalhes anatômicos, dimensões, pesquisa de mercado e demais situações que, por meio de um objeto físico, podemos analisar com maior precisão e confirmar se tudo está de acordo com o planejado”, acrescenta.


Também na mesma semana, mas em Lauro de Freitas, na Bahia, Felipe e Endyeumara representam o Estado na Robótica Móvel. “A dupla já participou da primeira fase eliminatória e concorre com São Paulo para representar o Brasil em uma modalidade de grande relevância para as indústrias, com aplicação em diversos setores, incluindo manufatura, medicina, indústria aeroespacial, mineração e agricultura”, explica Marcos Pires, delegado técnico do Senai Paraná para a WorldSkills.


Felipe dos Santos Ferreira e Endyeumara dos Anjos Raimundo são Técnicos em Mecatrônica pelo Senai Paraná e atuais campeões paranaenses em Robótica Móvel, área estratégica para os segmentos industriais de manufatura, medicina, aeroespacial, mineração e agricultura (foto: divulgação)



“Reconstruímos o nosso robô seguindo os novos critérios da competição e estamos dando o nosso máximo. Vamos chegar em Lauro de Freitas e fazer o nosso melhor”, diz Endyeumara, que tem a opinião compartilhada pelo colega de dupla, Felipe. “Estamos em treinamento intensivo e conseguindo cumprir com o planejado. Estou muito confiante e acredito que teremos um desempenho ainda melhor do que o da semifinal”, completa ele. “Na Robótica móvel, os robôs podem ser criados para explorar áreas que são inacessíveis ou perigosas para os seres humanos. O robô é programado e testado para garantir um alto e consistente desempenho”, acrescenta Felipe.


Ainda em fevereiro, na semana de 21 a 25, o Senai Paraná segue na disputa com outras quatro ocupações: TI Soluções de Software; Arte Digital 3D para games; Desenvolvimento de Aplicativos para Celular; e Manufatura Aditiva (Engenharia Reversa).


“A nossa delegação é grande e com certeza vamos colher muitos frutos. Continuaremos colecionando muitas medalhas e certamente teremos o Paraná representando o Brasil no mundial em Shanghai”, afirma Marcos Pires.


Em março, a instituição fecha a rodada eliminatória com outras dez ocupações, duas delas, #52 – Tecnologia em Laboratório Químico e # 55 – Tecnologia da Água, realizadas em casa, na unidade da Cidade Industrial de Curitiba (CIC), na capital paranaense, eleita como instituição referência para o segmento técnico na área de Manufatura Integrada. A unidade CIC possui instalações, máquinas e equipamentos de ponta, além de equipe técnica profissional altamente qualificada para o setor e, por este motivo, também foi escolhida para sediar a final de Manufatura Integrada entre São Paulo e Mato Grosso, na semana de 14 de março.


Senai forma profissionais técnicos para a área da Modelagem de Protótipos e Robótica Móvel


O profissional que deseja trabalhar com a modelagem de protótipos deve ter conhecimento em diversas operações de usinagem e processos manuais. “O segmento se atualiza constantemente com novas tecnologias que se adaptam para serem introduzidas nas indústrias como, processos menos comuns de impressão 3D e criação de peças por meio de vácuo”, diz Fogaça.


Para atuar na área da Modelagem de Protótipos, os profissionais podem iniciar a sua formação a partir de um Curso Técnico em Mecânica, como Fogaça, ou Técnico em Eletromecânica.


O profissional Técnico em Mecânica trabalha em uma área estratégica dentro das indústrias, atuando no desenvolvimento de novas tecnologias, como fabricação de máquinas e criação de novos produtos, além de elaborar projetos de ferramentas, controle de qualidade, controle de processos e projetos de manutenção relacionados às máquinas e aos equipamentos mecânicos.


Para quem se interessa por robôs e quer trabalhar com a Robótica Móvel, a porta de entrada está no Curso Técnico de Mecatrônica, como feito pela dupla Felipe e Endyeumara. Outras opções também são os Cursos Técnicos em Eletromecânica, Automação, Mecânica e Eletrônica.


A Mecatrônica, por exemplo, é uma área que combina conhecimentos de elétrica, mecânica e informática para criar máquinas inteligentes, controladas por computadores. Estes profissionais técnicos projetam, instalam e operam equipamentos automatizados e robotizados, além de realizar integração de equipamentos mecânicos e eletrônicos, e executar procedimentos de controle de qualidade e gestão, entre outras atividades.


Para se inscrever nestes e muitos outros Cursos Técnicos que preparam profissionais interessados em fazer parte do time de colaboradores de indústrias cada vez mais tecnológicas e robotizadas, acesse o site: senaidofuturo.com.br


Sobre a WorldSkills International:


A WorldSkills International (WSI) é a maior competição de educação profissional do mundo, reunindo os melhores jovens profissionais técnicos de 85 países ao redor do mundo. Com desafios em 63 modalidades diferentes, organizadas em seis grandes eixos de atuação, o evento, que acontece a cada dois anos, tem como objetivo promover o desenvolvimento profissional e pessoal dos estudantes de ensino técnico, aprimorando habilidades e competência, além de auxiliar na conquista das melhores colocações no mercado da indústria brasileira e internacional.


Para saber mais sobre o mundial de 2022 na China, acesse: worldskills2022.com

Para saber mais sobre a WSI, acesse: worldskills.org


Fone e imagens: Agência Sistema FIEP

9 visualizações0 comentário
Simulação Engenharia 160x600.png