top of page

Reshoring: conceito, aplicação e impactos para a indústria

O termo conhecido como reshoring consiste na retomada dos processos industriais em caráter nacional. Segue a linha contrária do offshoring, onde a supply chain, ou cadeia de suprimentos, é movida para outro país, em que são oferecidas condições mais favoráveis, sobretudo no âmbito financeiro.


Rodrigo Portes

reshoring manufacturing, como também é conhecido, começou a tomar força a partir da virada do século, no ano 2000, com uma crise econômica de nível global, que introduziu um controle de custos extremamente rígido às organizações.


Os Estados Unidos e a Itália trataram de encabeçar o retorno de suas cadeias produtivas para o território nacional, muitas delas fixadas na China, Índia e no Leste Europeu.


Há ainda um outro termo, o nearshoring, que consiste na terceirização de serviços em países estrangeiros com características similares ao país de origem. Assim, um centro de delivery instalado no México pode atender perfeitamente as demandas de outros países latino-americanos e dos Estados Unidos, da mesma forma que uma estrutura na Romênia pode ser o hub para a Europa Ocidental.


Segundo levantamento realizado pela Bloomberg em apresentações de resultados corporativos e transcrições de conferências de executivos com analistas de mercado, foram quase 200 menções aos termos reshoring e nearshoring. Já dados do Dodge Construction Network apontam para um incremento, em 2021, de 116% na construção de novas instalações fabris nos Estados Unidos.

siemens

Por que fazer o reshoring?


É inegável que o baixo custo de mão de obra estrangeira foi responsável pela migração das empresas, mas, com a equiparação salarial aumentando cada vez mais, somada às despesas com logística e taxas alfandegárias, o custo-benefício passou a ser menos atrativo. 


Outro fator de grande influência foi a transformação digital, diretamente responsável pelo maior nível de exigência dos consumidores, bem como sua conscientização sobre a valorização de produtores e comerciantes locais. Quesitos como controle de qualidade e rastreabilidade dos produtos consumidos também têm grande importância no processo.


A Indústria 4.0 e o reshoring 


Uma fábrica inteligente (conceito proveniente da Indústria 4.0) permite, por meio de algoritmos de IA, dimensionar a produção com base na demanda local, garantindo assim a entrega de produtos na quantidade exata, evitando falta ou excesso de estoques. Parece pouco, mas esse é um enorme diferencial de negócio, principalmente porque o setor logístico da empresa passa a ter uma aliado para implementar uma estratégia de “same day delivery", garantindo a satisfação dos clientes. 


Vincular o conceito de Indústria 4.0 ao reshoring oferece o benefício adicional de manter empregos na localidade. Os sistemas avançados promovem processos de trabalho otimizados e interfaces de usuário intuitivas, facilitando a realização de tarefas complexas de maneira rápida e eficaz. As empresas que optam pelo reshoring favorecem as comunidades locais, impulsionando a criação de postos de trabalho bem remunerados. Em resumo, optar por produtos fabricados localmente não é apenas uma moda passageira. Trata-se de um movimento que se fortalece à medida que seus benefícios para as organizações e para as comunidades se tornam evidentes. As empresas que decidirem produzir mais perto de seus clientes podem esperar ver resultados significativos no curto prazo. E os desafios, que podem parecer intransponíveis, podem ser superados com o uso de tecnologia de ponta, desenvolvida especificamente para ajudar as empresas a crescer de forma sustentável, independentemente da localização de suas operações.


Interplast 2024

Impactos do reshoring na indústria


O reshoring da cadeia produtiva certamente provoca um impacto positivo aos países que “repatriam” suas indústrias. Começando pela retomada do contato da organização com sua cultura de origem, o movimento também possibilita o crescimento do PIB nacional.


A geração de novos empregos também é outro ponto de destaque. Entre as principais vantagens observadas pelo retorno da gestão de cadeia de suprimentos aos seus países de origem, estão:


  • Maior segurança da informação;

  • Garantia de capital intelectual;

  • Redução do tempo de produção e lançamento de novos produtos;

  • Gestão da qualidade potencializada, por meio do contato direto e dados consolidados;

  • Redução do índice de turnover,

  • Fluxo de dados e comunicação otimizados, sem gargalos impostos por fusos horários.


O que considerar para adotar o reshoring?


Ao considerar o reshoring, é crucial planejar estrategicamente e calcular os custos com precisão para evitar resultados adversos. Essenciais à transição são a conformidade legal, a infraestrutura adequada, e uma abordagem baseada em dados para avaliar os prós e contras de retornar à base nacional. A adoção de automação e robotização facilita a repatriação industrial, promovendo uma economia sustentável ao liberar a força de trabalho para tarefas que requerem criatividade e pensamento estratégico. A inovação surge como pilar chave, estabelecendo um diferencial competitivo no mercado nacional.



Rodrigo Portes

Por: Rodrigo Portes

Diretor de Vendas | Diretor Comercial | Gerente Nacional de Vendas | Gerente de Vendas Sênior | Mentor | Palestrante | Autor | Transformação Digital | Indústria 4.0

Fonte: Linkedin Rodrigo Portes - BR4.0

Comments


160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page