• Brasil 4.0

Startups do 1º BNDES Garagem captaram milhões e multiplicaram faturamento

Iniciativa de desenvolvimento e fomento do empreendedorismo no Brasil já está em sua segunda edição.

Empresas viram faturamento triplicar e receberam investimentos das mais variadas fonte


Imagem: Wix

A primeira edição do Programa BNDES Garagem, iniciativa de apoio a startups brasileiras lançada em 2018 pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), foi considerada um sucesso pelas empresas participantes e muitos viram seus negócios prosperarem, ampliando a visibilidade e o potencial de captação de recursos. Oferecendo serviços de aconselhamento técnico, mercadológico e jurídico, além de capacitação, o BNDES apoiou startups e empreendedores em áreas como educação, saúde, segurança, soluções financeiras, economia criativa, meio ambiente, blockchain e internet das coisas aplicada a cidades, meio rural e indústria.


Um desses casos foi a Bitshopp, fintech que torna serviços e processos financeiros mais simples e eficientes para empresas de diversos setores, por meio de tecnologias como blockchain, criptomoedas e tokens que possibilitam negociações de diversos tipos de ativos, como commodities, imóveis e direitos autorais.


“O programa de aceleração do BNDES Garagem nos deu visibilidade e nos possibilitou conhecer nossos investidores”, comenta Marcos Dias, fundador da Bitshopp. No início deste ano a empresa recebeu aporte da Futurum Capital, investidora focada na criação e desenvolvimento de negócios que usam a tecnologia em serviços disruptivos e estratégicos.


“O investimento será direcionado para inovação e desenvolvimento tecnológico de novos produtos focados na missão da empresa de simplificar processos e democratizar o acesso a esses tipos de serviços", ressalta Jorge Romaguera, CEO da Bitshopp.


Uma das participantes do módulo de criação (voltado a participantes que buscam apoio para criação ou para ajustes no produto com objetivo de validá-lo junto ao mercado), a Previsiown captou em março de 2020 R$ 650 mil da Gávea Angels. Alinhada ao conceito de indústria 4.0 e do “carro conectado”, a startup criou uma plataforma de inteligência que coleta e analisa dados e percepções do condutor, facilitando o desenvolvimento de produtos, veículos ou serviços de mobilidade.


“O BNDES Garagem nos fez ter acesso à mentoria de executivos do próprio Banco, que nos auxiliaram de maneira objetiva, incentivando na criação de uma empresa com pretensões claras e estruturadas desde o início”, declarou Adolfo Oviedo, cofundador da Previsiown.


"Do setor de educação, a U4Hero!, startup do Distrito Federal, desenvolveu uma solução para escolas que integra jogos analíticos a uma plataforma web que permite aos educadores acompanharem de forma online avaliações personalizadas sobre o desenvolvimento socioemocional dos seus alunos. A startup captou em 2019, ainda durante o programa, R$ 500 mil, junto a investidores".


O CEO da empresa, Alysson Sanches, afirmou que o BNDES Garagem foi essencial para iniciar o projeto. “As conversas com os colegas empreendedores, os workshops e o acompanhamento com um gestor, ampliaram nossa visão. O Garagem nos deu visibilidade e foi determinante para captar o investimento de que precisávamos”, completa.


A Troca, negócio de impacto social do Rio de Janeiro que criou um sistema de empregabilidade para aumentar a diversidade nas vagas e reduzir a rotatividade nas empresas, também participou do módulo criação do Garagem. Organizando processos seletivos que incluem pessoas em situação de vulnerabilidade, o negócio gera oportunidades de transformação para empresas e pessoas por meio da promoção de um mercado de trabalho inclusivo.


Focada em desenvolvimento de produto e expansão comercial conseguiu captar R$ 110 mil pouco antes de a pandemia começar, investimento crucial para a sobrevivência e também para operação dos produtos da empresa no mercado, segundo seu fundador, Tarso Oliveira.


A Troca foi eleita a Melhor Startup de Impacto Social de 2020 pela Innovation by Brazil Awards (INNXBR), além de ter recebido um prêmio de negócio destaque da área de Inovação e Inclusão (AHK-Rio) no Programa de aceleração da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha.


A iWastes, startup de Campinas que recebeu o apoio do BNDES Garagem para ser criada, fornece soluções a empresas de todos os segmentos para uma gestão eficiente e sustentável de seus resíduos. Focando no impacto positivo no planeta, seus serviços reinserem resíduos produzidos na cadeia produtiva, gerando receita para toda a cadeia.


Em abril do ano passado ela conseguiu captar junto a um investidor-anjo R$ 250 mil. “O programa, além de ter sido um grande aprendizado do mundo das startups, nos deu notoriedade, ajudou a abrir portas e solidificar nossa entrega de valor”, comentou Frederico Vieira, CEO da empresa.


Da área de saúde, a Encaixe.me foi criada durante o BNDES Garagem para automatizar as atividades de marcações de consultas, otimizando a receita por meio do agendamento online e diminuindo as ausências às consultas através das rotinas de engajamento via WhatsApp. A startup de Goiás, recebeu em dezembro de 2020 investimento de R$ 200 mil da Fumsoft - Associação Mineira de Software no âmbito do IA² MCTI, programa de apoio à inteligência artificial do MCTI.


Digi Lemes, CEO da Encaixe.me, considera que “o BNDES Garagem foi fundamental para concentrar nossos esforços no branding e na criação das jornadas dos usuários, assim como no design do sistema, na validação dos requisitos sistêmicos, e no desenvolvimento do protótipo para implementação no nosso primeiro cliente real”. A empresa chegou ainda a ser premiada com R$ 60 mil com recursos da FINEP no Centelha GO – FAPEG, programa de fomento ao empreendedorismo.


A Gero360, participante do módulo de aceleração (direcionado a startups que já possuem um produto desenvolvido e ofertado no mercado), desenvolve soluções que ajudam a sociedade a lidar com os desafios do envelhecimento populacional, atendendo cuidadores familiares e prestadores de serviço que assistem idosos. Sua plataforma e aplicativo permitem planejar, executar e monitorar itens críticos da rotina e da saúde, dinamizando a troca de informações e agilizando a tomada de decisão em situações emergenciais.


Seu CEO, Leônidas Porto, destaca a importância do programa na aproximação a investidores: “A capacidade do BNDES de conexão com investidores propiciou, durante a realização do programa, a interação com fundos de investimento. O programa nos capacitou para realizar estas reuniões e iniciar a jornada de captação de investimentos”. Em janeiro de 2020 a Gero360 conseguiu captar R$ 750 mil junto a investidores da Rede Anjos do Brasil, entidade de fomento ao investimento-anjo e empreendedorismo de inovação, e dois investidores independentes.


Ainda no setor de saúde, a Caren.app desenvolveu um sistema de apoio à tomada de decisão médica que atende empresas da área de saúde e seguro de vida. Baseado em protocolos automatizados que utilizam inteligência artificial, o sistema é capaz de tomar decisões de forma autônoma, ajudando médicos e subscritores nos atendimentos trabalho do dia a dia.


A startup, que participou de duas rodadas de captação, declarou que teve seu “valuation” (valor percebido pelos investidores que participaram da rodada) aumentado de R$ 3,5 milhões em 2019 para R$ 13,5 milhões em 2020.


"O processo de aceleração do BNDES Garagem foi muito importante na nossa história, pois veio em um momento em que estávamos validando a nossa solução. Além disso, o BNDES é, sem dúvida, um ponto de atração para investidores e clientes ", comentou Thiago Bonfim, CEO da Caren.app.


Com o intuito de tornar o processo de compras laboratoriais mais eficiente, a iBench, empresa do Rio de Janeiro criada por cientistas, desenvolveu o primeiro marketplace dedicado a produtos e serviços laboratoriais no Brasil, reunindo em um só lugar dezenas de fornecedores e mais de 120 mil produtos. A companhia tem parceria com empresas produtoras de tecnologia nacional, contribuindo para a redução da dependência de insumos importados e estimulando a geração de emprego no país.


Para Andreia Oliveira, CEO e cofundadora da startup, “participar do programa foi excelente”. “O que a equipe iBench mais leva deste processo é um grande aprendizado pessoal a partir do compartilhamento e discussão de ideias. Ainda durante o BNDES Garagem captamos R$ 60 mil junto a um investidor que vem assessorando a empresa sobre novas estratégias em tecnologia e ganho de escala.”


“O Garagem nos proporcionou conexões riquíssimas com mentores, mercado e investidores. Através da metodologia aplicada, tivemos um rápido amadurecimento da startup, o que acelerou o nosso crescimento”, lembra Moa Vianna, CEO da EAD Fácil (antiga Waybol), companhia gaúcha que desenvolveu uma plataforma de sistema de gestão de aprendizagem que permite a empresas distribuir e gerenciar conteúdos online. Recentemente, a empresa recebeu aporte da Anjos do Brasil e já conseguiu captar clientes que estão levando sua solução para outros países.


A Loginfo, startup catarinense de tecnologia em gestão aduaneira e de armazéns que participou do módulo aceleração do Garagem, conseguiu captar junto à ACE, empresa que investe em startups. A Loginfo atua em áreas de carga nos modais rodoviários, marítimo, ferroviário e aéreo, automatizando processos logísticos e integrando comunicação e gestão de documentos aos demais processos operacionais.


Segundo Elton Willrich, um dos cofundadores, o BNDES ajudou a realizar conexões com grandes corporações que seriam muito mais difíceis sem o Garagem. “O programa trouxe credibilidade à Loginfo no mercado de startups e no setor de logística”.


A Remedin, aplicando Business Intelligence na criação soluções em gestão para farmácias, disponibiliza informações sobre o comportamento de consumo de medicamentos além de tornar possível, por meio de seu aplicativo, localizar a farmácia mais próxima com estoque. A startup carioca chegou a receber investimento-anjo em 2019 e foi selecionada em 2020 para participar do InovAtiva Brasil, hub de aceleração, conexão e capacitação de startups brasileiras.


Outras startups participantes da primeira edição do Garagem viram seus negócios crescerem consideravelmente mesmo sem captações, como a Inflr, do ramo do marketing digital, que triplicou seu faturamento em 2020, para R$ 33,1 milhões. A Ubots, empresa de inteligência artificial que desenvolve soluções para relacionamento digital entre clientes e empresas ficou em segundo lugar no Top 10 de Customer Service e 36º lugar no ranking da 100 Open Startups. A Touts, startup carioca de personalização de roupas, foi adquirida em 2020 pelo Grupo Reserva.


A Sintecsys, empresa que presta serviço de detecção automática de incêndios florestais, optou por não receber investimentos em troca de participação acionária e passou recentemente em dois comitês internacionais de grande porte para ter acesso a recursos de impacto.


Segunda edição - O BNDES Garagem já está em sua segunda edição, agora com foco na criação e aceleração de negócios inovadores que gerem impacto socioambiental e promovam o desenvolvimento sustentável. Esta edição contemplará a realização de três ciclos de aceleração, sendo que o primeiro apoiará empreendedores que estão desenvolvendo soluções para saúde, educação, sustentabilidade, inovação na gestão pública (govtech) e cidades sustentáveis.


“Esta ação está totalmente alinhada com a estratégia e com o Propósito do BNDES de contribuir para a solução de problemas socioambientais do nosso país e de fomentar novos formatos de empreendedorismo e de funding, orientados para um desenvolvimento cada vez mais sustentável”, segundo Bruno Laskowsky, Diretor de Participações, Mercado de Capitais e Crédito Indireto.


Saiba mais sobre a segunda edição do BNDES Garagem


Fonte: BNDES

19 visualizações0 comentário
Assine nossa newsletter!
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Ícone

© 2019 - Brasil 4.0 - www.br40.com.br

Fale conosco - contato@br40.com.br