• Brasil 4.0

Trabalho híbrido é o ideal para 83% dos trabalhadores

Pesquisa da Accenture mostra que as empresas precisam dar condições aos funcionários de serem produtivos em qualquer lugar


Enquanto as organizações em todo o mundo fazem planos para que seus funcionários retornem ao local de trabalho, o último relatório de pesquisa da Accenture descobriu que 83% das pessoas dizem que um modelo de trabalho híbrido é ideal – onde os indivíduos têm a capacidade de trabalhar remotamente entre 25% e 75% do tempo. O estudo O Futuro do Trabalho: Produtivo em Qualquer Lugar, consultou 9.326 trabalhadores em 11 países e revelou que 40% dos indivíduos sentem que podem ser produtivos e saudáveis ​​em qualquer lugar – seja totalmente remoto ou no escritório, ou uma combinação dos dois, com o trabalho híbrido.


Além disso, 85% das pessoas que afirmam que podem ser produtivas e saudáveis ​​em qualquer lugar também afirmam que planejam permanecer na empresa por muito tempo. No entanto, encontrar um modelo híbrido que funcione para todas as gerações pode ser um desafio: três em cada quatro membros da Geração Z (74%) querem mais oportunidades para colaborar com os colegas cara a cara, uma porcentagem maior do que os da Geração X (66%) e Baby Boomers (68%).


“Há um padrão emergindo na força de trabalho pós-pandemia – o trabalhador produtivo em qualquer lugar”, disse Christie Smith, diretor sênior e líder global de Talento e Organização/Potencial Humano da Accenture. “Este novo segmento de força de trabalho consiste em indivíduos que permanecem produtivos, seja no escritório ou em casa, e que possuem os mais fortes recursos pessoais e organizacionais. Como líderes responsáveis, precisamos direcionar o futuro do diálogo de trabalho não apenas para a localização, mas também para abordar o que impulsiona a produtividade, saúde e resiliência de nosso pessoal”, comentou.


O relatório descobriu que, o que separa os trabalhadores que são produtivos em qualquer lugar (40%) daqueles que estão desconectados e frustrados (8%), não é o estresse, mas se eles têm os recursos certos em nível individual e organizacional para ajudá-los a serem produtivos em qualquer lugar. Esses recursos variam de autonomia de trabalho e saúde mental positiva a liderança de apoio e uma organização digitalmente madura.


Além disso, as organizações que permitem que uma força de trabalho resiliente seja mais produtiva e saudável em qualquer lugar também estão colhendo benefícios financeiros: 63% das empresas de alto crescimento de receita já possibilitaram modelos de força de trabalho de produtividade em qualquer lugar, em que os funcionários têm a opção de trabalhar remotamente ou no local. Enquanto a grande maioria (69%) das empresas com crescimento negativo ou sem crescimento ainda está focada em onde as pessoas vão trabalhar fisicamente, favorecendo tudo no local ou remotamente em vez de habilitar o híbrido.


“As pessoas que têm a opção de trabalhar em um modelo híbrido são mais capazes de gerenciar os desafios de saúde mental, têm relações de trabalho mais fortes e planejam ficar nas empresas por muito tempo”, acrescentou Yaarit Silverstone, diretor administrativo sênior de Talent & Organization/Human Potential da Accenture. “Muitas conversas sobre o futuro do trabalho giram em torno da localização, mas os líderes precisam perguntar como desbloquear o potencial das pessoas em qualquer lugar”, observou.


Conforme os líderes responsáveis ​​consideram as várias opções disponíveis para sua força de trabalho, eles devem ir além do foco na localização física para moldar um futuro de trabalho que forneça a seus funcionários os recursos de que precisam para serem produtivos em qualquer lugar. A Accenture recomenda que as organizações considerem algumas ações específicas:


Acelere o RH moderno – o mundo ao nosso redor mudou e as políticas e práticas de RH devem evoluir. Desenvolva uma estratégia que garanta que os trabalhadores estejam em melhor situação líquida – em seis dimensões do local de trabalho, incluindo relacional, física, emocional e mental – conforme eles fazem a transição para novos espaços de trabalho, equipes e funções.


Projetar trabalho em torno das pessoas – as organizações devem reconhecer e responder às necessidades de todos os tipos de trabalhadores. As organizações que apoiam a segurança psicológica e física fomentarão a confiança.


Construir fluência digital – organizações digitalmente fluentes têm crescimento de receita superior e são mais propensos a ser considerados ótimos lugares para trabalhar. Concentre-se em projetar habilidades e caminhos de aprendizagem personalizados que atendam às necessidades de todos os segmentos da força de trabalho.


Liderar com humanidade – Líderes responsáveis ​​criam ambientes nos quais o Conselho moderno, o CEO e todos os C-suite trabalham juntos – não importa onde estejam.


www.accenture.com


Por Carlos Ossamu

Fonte e imagens: InforChannel

74 visualizações0 comentário