top of page
  • Foto do escritorBR40

13ª Intermach registra recorde de público e negócios gerados

Depois de sua última edição, em 2019, evento retorna e recebe 24 mil visitantes, reúne mais de 300 marcas e estima movimentar mais de R$300 milhões nos próximos doze meses


A 13ª edição da Intermach, a maior Feira e Congresso Internacional de Tecnologia, Máquinas, Equipamentos, Automação e Serviços para a Indústria Metalmecânica do Sul do país, movimentou os pavilhões da Expoville, em Joinville (SC), entre os dias 13 e 16 de setembro.


Durante o evento, 24 mil pessoas circularam pela feira, entre visitantes, expositores, congressistas e participantes da Rodada de Negócios.


A feira conectou representantes de 508 cidades e 20 estados, com destaque para os públicos de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio Grande do Sul.


Como importante vitrine, a 13ª Intermach reuniu mais de 300 marcas nacionais e internacionais, que apresentaram máquinas e equipamentos de última geração, de fornecedores, nacionais e internacionais nas áreas de Usinagem, Soldagem, Metrologia Industrial, indústria 4.0, impressão 3D, manufatura aditiva e soluções AI/IoT.


Além de crescer 25% em relação à edição anterior, ocupando todo o pavilhão de exposições da Expoville, a 13ª Intermach vai gerar cerca de R$ 300 milhões em negócios, que serão concretizados ao longo dos próximos 12 meses.



“Tivemos corredores cheios durante todos os dias do evento, com número de público que superou todas as edições anteriores. Isso mostra que o mercado da indústria está aquecido e o seu público buscando novidades em automação, robótica e novas tecnologias”, comemora Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil, realizadora da Intermach.


Público estratégico


Para as empresas, tão importante quanto expor seu produto e sua marca, é atingir o seu público alvo com assertividade.


Nesta edição da Intermach, profissionais das áreas de engenharia das indústrias tiveram grande expressividade como visitantes. Entre os setores que marcaram presença no evento, estão a indústria automotiva, indústria plástica, fundição e metalurgia, além de eletrônica, eletroeletrônica e eletrodomésticos. Os mercados de construção civil e agrícola também prestigiaram a feira.


Quanto ao tamanho, 60% das empresas visitantes são de médio porte, com até 500 funcionários.


Outro importante dado está relacionado ao perfil do visitante da Intermach: 25% são de pessoas com poder de decisão final de compra. Do público total, sócios e proprietários de empresas representam 12% dos visitantes da feira, enquanto diretores e gerentes representam 20% do público.


Líder na fabricação de robôs e uma das maiores empresas de automação industrial do mundo, a Yaskawa Motoman Robótica do Brasil trouxe para a 13ª Intermach três diferentes produtos.


De acordo com o engenheiro de aplicação robótica da empresa, Leonardo Monteiro, a participação na feira é uma importante estratégia para apresentar os seus produtos ao mercado e estreitar relacionamento com antigos e novos clientes.


“A Intermach contribui bastante para a visibilidade da empresa. É muito importante participarmos de um evento como esse, principalmente por acontecer em uma região onde temos base relevante de equipamentos instalados. Durante a feira, recebemos a visita de muitos clientes e conversamos com outros em potencial”, avaliou Monteiro.


Quanto aos principais produtos e serviços buscados pelo público da 13ª Intermach, estão automação industrial e controle de processos; corte e conformação de metais; ferramentas de corte; e máquinas ferramenta.


Rodada de Negócios bate recordes


Na Rodada de Negócios, um dos eventos mais movimentados da Intermach, os números também superaram as expectativas nesta edição.


Com a participação de 24 empresas compradoras e 80 fornecedoras, a Rodada de Negócios registrou o equivalente a 770 horas de reuniões realizadas, com estimativa de R$ 12 milhões em negociações.


Em 2019, a Terra & Mar Serviços, de Blumenau (SC), participou da Intermach como expositora. Neste ano, retornou ao evento como fornecedor na Rodada de Negócios.


De acordo com o diretor comercial da empresa, Carlos Eduardo Dias, a experiência foi positiva: “Tivemos contato com empresas e também com outras que já conhecíamos e com quem já trabalhamos. Estamos saindo satisfeitos com novos produtos e novas parcerias”.


Conhecimento e capacitação profissional em foco


Além dos corredores lotados na feira, a 13ª Intermach teve salas de aula disputadas em sua ampla grade de workshops e palestras, eventos gratuitos, que destacaram temas atuais e inovadores, apresentados por especialistas em suas áreas de atuação.


Em 27 workshops, expositores tiveram a oportunidade de apresentar seus lançamentos para um público selecionado.



Pela primeira vez na Intermach, o engenheiro industrial Vitor Cassaniga, de Curitiba (PR), teve sua visita especialmente motivada pela participação em alguns workshops que trouxeram informações estratégicas.


“Trabalho no setor automotivo e estamos aprendendo a usar impressoras 3D. É algo inicial e os workshops sobre o tema trouxeram importantes informações que vamos levar para a empresa e aplicar no dia a dia”, declarou Vitor.

O tema indústria 4.0 foi amplamente apresentado no 5º Automation Talks, evento realizado pelo Núcleo de Automação da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ). Durante a programação, empresas ícones em suas áreas de atuação tiveram a oportunidade de compartilhar novidades e tecnologias relacionadas ao mundo da automação.


Já o Congresso Mecânica e Automação, organizado pelo Instituto SENAI de Inovação, em parceria com a Messe Brasil, apresentou painéis que abordaram assuntos como robótica, transformação digital, processamento de materiais a laser, tecnologia dos materiais e processos de usinagem.


Completando a programação de capacitação da 13ª Intermach, o tema “Metrologia e Controle da Qualidade para a Indústria Metalmecânica” foi o centro das apresentações realizadas pela Câmara Setorial para Máquinas, Equipamentos e Instrumentos para Controle da Qualidade, Ensaio e Medição (CSQI), da ABIMAQ (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos).


O evento abordou assuntos como medição óptica em processos de produção, economia de sensores com uso a Inteligência Artificial (IA), gêmeos digirais para a indústria de moldes e matrizes, soluções para metrologia dimensional, rugosidade e dureza, controle de vazão para diminuição de refugo em peças de injeção, ensaios de corrosão acelerados para avaliação de durabilidade de produtos.


Metas alcançadas e futuro promissor


Para Richard Spirandelli, mais uma vez, a Intermach ratificou sua relevância e representatividade para a indústria metalmecânica, sendo, além de vitrine, um espaço de experiências para o setor.


“Na feira é possível ver as máquinas em funcionamento, conversar com as equipes de vendas, obter informações técnicas, trocar conhecimento. Experiências que apenas um evento presencial pode proporcionar com legitimidade. Saímos dessa edição com a satisfação do dever cumprido e com a sinalização de que mais de 80% do mercado estará presente na próxima edição”, finaliza.


Outras Imagens:


Fotos: Alexandre Silvino/Intermach

Fonte: Assessoria de Imprensa Intermach

Comments


160x600 whitepaper siemens.jpg
bottom of page